Depois da greve Siacsa denuncia alegadas represálias aos vigilantes de segurança privada

6/03/2020 15:19 - Modificado em 6/03/2020 15:19

O presidente do Sindicato de Indústria Geral, Alimentação, Construção Civil, Serviço e Afins (Siacsa) Gilberto Lima, afirmou hoje, no Mindelo, que os vigilantes da segurança privada estão a sofrer represálias após a greve de três dias realizada na semana passada.

Em conferência de imprensa na manhã de hoje, no Mindelo, Gilberto Lima, assegurou que após a greve realizada pelos vigilantes nos dias 24, 25 e 26 de fevereiro, a classe começou a sofrer “perseguições em forma de retaliação”, que passam por “descontos exagerados e ilegais na empresa SEPRICAV”, que juntaram os descontos dos dias de greve, mais os valores destinados aos lanches.

Nisto assegurou que este ato vai contra a lei, esclarecendo que os descontos devem incidir apenas no salário base diário dos vigilantes, avançando ainda que na empresa SONASA os vigilantes estão sendo ameaçados de despedimento.

“O sindicato está neste momento a trabalhar nos documentos para enviar à Inspeção-Geral do Trabalho (IGT), que atua em matéria de ilegalidade. Não podemos estar constantemente neste estado de coisas.  Existe um clima de medo no meio laboral em São Vicente, que leva trabalhadores a desvincularem-se dos sindicatos, ou então a nem se sindicalizarem”, reforçou.

Já da parte do Governo a atitude conforme o mesmo é de louvar, não tendo avançado para a requisição civil, durante os três dias de greve. “Mas não entendo o compasso de espera para a publicação do Preço Indicativo de Referência (PIR), que deveria ter sido feito há muito tempo, para a normalização do salário dos trabalhadores de segurança privada”.

Gilberto Lima aproveitou para denunciar outras situações em empresas com ENAPOR, ICCO e ATUNLO, sendo que nesta última, garantiu, as 300 trabalhadoras que foram para gozo de férias, mediante acordo das partes, vão regressar ao trabalho na próxima segunda-feira.

O mesmo anunciou a realização de uma formação dirigida a todos os delegados e dirigentes do SIACSA, em São Vicente, sob o tema “Conceito de negociação e formas de negociação de conflitos”, evento que deverá acontecer entre 12 e 14 do corrente mês.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.