Covid-19: Agências de viagens de Cabo Verde afectadas por suspensão de voos de e para Itália

4/03/2020 16:02 - Modificado em 4/03/2020 16:02

O presidente da Associação das Agências de Viagens e Turismo Cabo-verdiano (AAVTCV)  disse que se registavam sete voos semanais na rota Itália/Cabo Verde, que é um dos maiores mercados emissores de turistas para destinos como Sal e Boa Vista, onde há alguns hotéis no Sal que trabalham maioritariamente com turistas provenientes desse país europeu.

Apesar de considerar que o Governo “esteve bem” ao suspender de forma temporária os voos de e para Itália por causa do coronavírus, para quem o ambiente de incertezas e de algum pânico generalizado em relação à doença acabam por afectar os negócios.

 “Enquanto se mantiver esse pico da propagação do Covid-19 pelo mundo, as agências de viagens viverão momentos de indefinição em relação ao futuro. Ainda no caso de Cabo Verde, a restrição dos voos de e para Itália acaba por abalar, naturalmente, a dinâmica e contas das empresas ligadas ao turismo e às viagens”, sublinhou o líder associativo à Infopress.

 “Esperemos e torcemos para que brevemente a situação possa ser controlada e o mais importante é que o país seja capaz de evitar casos da doença ou, no máximo, de que ela se venha a alastrar como estamos a ver em outras paragens”, prosseguiu.

O presidente da AAVTCV mostrou-se ainda preocupado com a doença, não só para a sustentabilidade do sector, mas, e sobretudo, para a saúde e segurança de todos.

A epidemia de Covid-19, que pode causar infeções graves respiratórias como pneumonia, causou até à data mais de 3.100 mortos e infetou mais de 90.300 pessoas em cerca de 70 países e territórios.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.