Nasce em São Vicente a Urgimed Health Hospitality com capital “100% nacional”

3/03/2020 23:55 - Modificado em 3/03/2020 23:55

A clínica de saúde privada Urgimed, em São Vicente, lançou esta terça-feira a primeira pedra para construção da clínica médico-cirúrgica e maternidade, que vai ser construído em duas fases, designado Urgimed Health Hospitality.

Durante a apresentação do projecto, cuja obra vai ter a duração de 15 meses, a direcção avança que este é um sonho que está a tornar-se realidade. “É uma clínica médico-cirúrgica que pretende ser um reforço, no que se refere a prestação de saúde na ilha de São Vicente”, avança Júlio Wahnon.

Sendo o sector da saúde especial e essencial, Wahnon considera que este projecto vai ser uma oferta para o Barlavento e para todo o país, tendo em conta as caraterísticas inovadoras que assume.

Localizado no Alto Santo António, à direita da subida de Cruz João Évora, o serviço médico-cirúrgico e maternidade, engloba um bloco operatório, uma unidade de recobro, internamento e terá serviços de ambulatório que integram diversos gabinetes de consulta para acolher especialidades diferenciadas, explicou o director da URGIMED.

Com capital “100 por cento nacional”, o projecto, conforme a mesma fonte, o core business ou a parte central do negócio vão ser as cirurgias em distintas áreas, como ortopédica, ginecologia, obstetrícia, cirurgia geral, cirurgia plástica e oftalmológica, entre outros.

Dispondo de moderna tecnologia para atender procedimentos de baixa, média e alta complexidade, fruto de um investimento de expansão para complementar a oferta dos serviços através da criação da Urgimed Health Hospitality.

O projeto, cuja primeira pedra foi lançada na tarde desta terça-feira e que contou com a presença dos ministros da Saúde e das Finanças e pelo presidente da Câmara da ilha, terá ainda duas salas de parto e apoio do bloco operatório para cesarianas programadas, implica um investimento a rondar os dois milhões e meio de euros

A maternidade, asseguram, vai dispor de quartos privados e semi-privados, “onde a grávida poderá ter assistência da sua médica ginecologista e acompanhamento do parceiro durante e após o parto”.

“A chave do sucesso deste projecto assenta, essencialmente, nas características dos seus accionistas, médicos nacionais e da diáspora, com `know-how´ e experiência profissional reconhecida”, defendeu a direcção.

A apresentação do projecto aconteceu na Câmara de Comércio de Barlavento, seguido do lançamento na primeira pedra no Alto Santo António, subida de Cruz João Évora.

  1. margarete monteiro

    Ciente da vossa capacidade ja bastante provada, resta-me desejar à Simpatica Equipa continuacao de sucessos . Força!! Aquele Abraço de Parabens!!

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.