Covid-19: Ministério da Saúde confirma caso suspeito em São Vicente e pede às pessoas para não se alarmarem

3/03/2020 13:51 - Modificado em 3/03/2020 13:51

Em conferência de imprensa, esta segunda-feira, o Ministro da Saúde, confirma a existência de um caso suspeito de infecção pelo novo coronavírus.

Conforme Arlindo do Rosário, até ao dia anterior não se tinha registado nenhum caso suspeito de infecção do coronavírus e esta segunda-feira registou-se um caso suspeito, com base nos critérios clínicos e epidemiológicos.

“O indivíduo de nacionalidade cabo-verdiana apresenta um quadro de infecção respiratória e tem um histórico de ter estado num evento em Portugal, onde veio a se registar um caso confirmado de infecção”, esclareceu Arlindo do Rosário.

Reunindo estes critérios, acrescenta que o Serviço Nacional de Saúde tomou as devidas providências e neste momento a pessoa em questão está internada e a fazer uma “bateria de exames” e recolhidas amostras para análise e aguarda-se a evolução do caso.

O Delegado de Saúde da ilha, diz que a delegacia identificou o caso após informações e imediatamente fez-se o primeiro contacto, via telefone tendo conseguido a colaboração. “Fizemos a nossa parte e tomamos as medidas que temos no protocolo que é seguir os casos suspeitos”, acrescenta Elísio Silva.

A directora Clinica do Hospital Baptista de Sousa, Ana Brito, diz que o doente foi transportado para o hospital, seguindo todos os “guias”, com um condutor, uma ambulância e com entrada directamente para a secção onde vão ser vistos todos os doentes com suspeitas ou confirmação de infecção. Foram tomadas as medidas clínicas e o paciente está estável”, esclarece.

Arlindo do Rosário assegura que desde da primeira hora, o Ministério da Saúde tem tomado medidas “proactivas para trazer alguma segurança e tranquilidade à sociedade cabo-verdiana”.

Medidas que segundo o governante, estão de acordo com o que está estabelecido no regulamento sanitário internacional, com as recomendações da Organização Mundial de Saúde e no próprio plano de contingência para a situação. Este garante que o governo e a sua tutela, “tudo continuar a fazer e a trabalhar no sentido de permitir uma detecção precoce e uma contenção e resposta a essa situação”.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.