Navio “13 de Janeiro” vendido ao consórcio Polaris/Moave SA

3/03/2020 01:06 - Modificado em 3/03/2020 01:06
Foto: Carlos Antonio Perez DaSilva – Marine Traffic

Colocado à venda pela terceira vez, o Navio “13 de Janeiro” foi vendido esta segunda-feira, após o consórcio Polaris/Moave SA, ter adquirido a embarcacão com uma proposta de 21.300 milhões de escudos.

O ato decorreu no Ministério da Economia Marítima, em Mindelo, onde, em representação da consórcio, Luís António Viúla, efectuou de imediato o pagamento de 25% do valor acordado.

No entanto, abertas as propostas, a melhor pertencia à empresa Palm Shipping. Apesar dos valores desta proposta serem superiores (22.844 milhões de escudos), a mesma acabou por não ser aceite, uma vez que a empresa não possuía qualquer representante no acto de abertura das propostas.

O processo de venda deste navio, originalmente de carga, com 45 metros de comprimento e construído em 1993, acontece quase seis anos depois de outro concurso com o mesmo objectivo ter ficado deserto e depois de falhada a tentativa de venda em hasta pública.

Através de um novo processo de venda lançado pela Direcção Geral do Património e Contratação Pública, conforme edital, a alienação do navio foi feita por concurso público em carta fechada, com o preço base, agora, de 19,840 milhões de escudos.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.