Marieta Pires dona do canal “Meu Crespo” – Digital Influencer que ambiciona ser uma referência

2/03/2020 23:48 - Modificado em 2/03/2020 23:48

“Quero ser vista como uma referência, um ícone de beleza e que se inspirem em mim. E principalmente, que acreditem que todos os cabelos são bonitos. Basta cuidar e aceitá-lo”.

Quem conhece Marieta Pires, pode não saber, mas actualmente é uma das youtuber mais seguidas do país, com mais de oito mil inscritos no seu canal, “Meu Crespo”, onde vem atraindo cada vez mais público com dicas voltadas para o tratamento de cabelo e não só.

Um espaço, democrático, que hoje, o que era passatempo está a caminho de uma actuação profissional.

Dona de uma cabeleira impecável, antes não era assim, construiu com o seu canal, uma forma de chegar a várias mulheres, tendo a si própria como inspiração, a internet também foi o meio encontrado para disseminar auto-aceitação e auto-cuidado.

Actualmente os seus vídeos atingem mais de vinte mil visualizações e tudo começou em 2008. Uma história se calhar igual a muitas outras, mas que ela teve o condão de transformar numa referência que é seguida por milhares.

“Primeiro comecei a postar vídeos com dicas de maquilhagem para mulheres de pele negra, quando percebi que existia esta falta de vídeos a falar sobre o assunto e como gosto da maquilhagem desde de criança foi-se tornando um processo e uma hora ou outra postava um vídeo”, explica esta jovem que apenas em começou a postar vídeos com dicas de cabelo em 2018.

De lá para cá, a internet mudou e ela mudou junto. Tanto que sequer se considerava digital influencer. “Percebi e comprovei muitos resultados com os meus conteúdos. Tanto de dicas quanto de ensinamentos com relação à minha paixão” afirma, alegando que os pontos positivos estão o carinho que recebe de diversas seguidoras. “Saber que ajudei de alguma forma é gratificante”, diz.

Mas para entender isso é preciso recuar no tempo. “O meu cabelo, por ser muito crespo, na altura, não sabia lidar com ele e comecei a meter químicos e quando vi que já não estava a funcionar comecei a cortar”. Uma decisão difícil, mas importante para o seu desenvolvimento emocional.

“Estamos a falar, não só de cabelo, mas de auto estima e de auto aceitação e foi uma fase que me ajudou a reconstruir o meu amor-próprio e a gostar do meu cabelo. Fiz isso por mim e não para agradar a outros”, reitera Marieta Pires.

E a partir daqui, começou a epopeia no tratamento do seu cabelo. “Comecei a procurar receitas caseiras e fáceis e comecei a obter resultados. Os cuidados mostram que o meu cabelo estava a ficar diferente e que estava a faltar apenas paciência”, conta numa entrevista que ocorreu na sua casa, na presença do seu marido que tem sido o seu grande apoiante.

Mãe de uma menina de três anos, esta jovem conta que após o seu primeiro vídeo de finalização começaram a surgir muitas perguntas e nasceu então, o interesse em abordar o tema no seu canal e actualmente recebe muitos elogios e posta mais vídeos sobre cabelo do que maquilhagem.

“O meu objetivo sempre foi o de ajudar as mulheres a aceitarem os seus cabelos e disponibilizar o meu conhecimento para que consigam tratar o seu cabelo de forma económica e com resultados”, relata.

A ideia do canal é segundo a sua dona, transmitir que se pode ter um cabelo natural, mas que exige disciplina, paciência e cuidados. Diz que hoje se considera uma influenciadora, porque o trabalho que faz acaba influenciando naturalmente, quem a segue. “De forma autêntica, consigo passar as coisas, as marcas que uso, e a spessoas acabam sendo influenciadas”, reforça.

E é com isso, explica, que ao longo deste tempo sente que tem uma missão. “Começou de forma espontânea e hoje encaro isso como um compromisso com as minhas seguidoras e inscritos. “Neste momento tenho quase 8 mil”.

A sua meta, em Dezembro de 2019, para o novo ano, era atingir os cinco mil seguidores e em Janeiro de 2020 já tinha ultrapassado essa meta e a cada dia sente que “estamos a criar e estou a trazer pessoas para perto de mim”, confidencia esta jovem de 23 anos que mostra-se orgulhosa do caminho que tem percorrido e que a cada dia sente-se mais motivada a seguir em frente.

Com esta meta atingida, o objectivo agora é alcançar mais público cabo-verdiano, isso porque quando criou o canal, “tinha mais pessoas do Brasil e daí o porquê de falar português do Brasil”

Diz que fala português porque tem pessoas de vários países que falam a língua, que a seguem e se falar crioulo só os cabo-verdianos é que entendem. “E com sotaque brasileiro porque gosto”, explica a dona do canal “Meu Crespo” que antes não divulgava o seu trabalho, porque tinha vergonha e também porque no país, não existe muito esta tendência de Youtubers.

“Mas era sem motivo, porque estou a prestar um papel e ajudo as mulheres a aceitarem o seu cabelo e a valorizá-lo”.

Questionada sobre o impacto do canal, diz que este tem mudado a sua vida e de quem a tem acompanhado. “Recebo mensagens de pessoas que se inspiram em mim, que seguem as dicas e obtêm  resultados e isso deixa-me contente”, exterioriza.

No momento, o “Meu Crespo” faz parte do seu dia-a-dia e que apesar do mercado de digital influencer em Cabo Verde ainda não ser muito valorizado, pretende com o seu trabalho, ajudar a melhorar isso.

EC

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.