República Dominicana impede desembarque de passageiros de cruzeiro

28/02/2020 02:40 - Modificado em 28/02/2020 02:40

As autoridades portuárias da República Dominicana impediram hoje o desembarque dos passageiros de um cruzeiro turístico por oito pessoas a bordo apresentarem sintomas semelhantes aos do novo coronavírus.

O cruzeiro, com pavilhão das Bahamas e operado pela empresa Fred Olsen, chegou hoje ao porto de La Romana (leste) com oito passageiros em observação médica por se encontrarem com febre, tosse e dificuldades respiratórias, segundo um comunicado conjunto do Ministério da Saúde e da Autoridade Portuária.

Os doentes são quatro filipinos, dois britânicos e dois norte-americanos, segundo a mesma nota, que precisa haver 1.512 pessoas a bordo, incluindo 384 tripulantes.

Dando cumprimento ao protocolo de alerta sobre o Covid-19, uma comissão médica fez uma inspeção ao barco, depois de ter sido informado de que oito passageiros estavam sob observação.

No final da inspeção, os responsáveis médicos recomendaram às autoridades que não permitissem o desembarque dos passageiros do cruzeiro, nem autorizassem a sua estada na estância de La Romana nem que o cruzeiro atracasse no domingo, como previsto, no porto de Santo Domingo.

Nesse sentido, foi ordenado ao comandante da embarcação que zarpasse de La Romana e continuasse o seu curso fora de águas territoriais dominicanas.

Por Lusa

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.