Mais de três toneladas de cocaína apreendidas em Itália

28/02/2020 02:30 - Modificado em 28/02/2020 02:30

Mais de três toneladas de cocaína provenientes da América do Sul que deviam chegar ao porto francês de Marselha (sul) foram apreendidas em Itália durante uma operação policial internacional, anunciou hoje a procuradora de Marselha Dominique Laurens.

Três pessoas que deveriam receber a droga em França foram detidas perto de Marselha, acrescentou a procuradora durante uma conferência de imprensa com a responsável do organismo francês de combate às drogas, Stéphanie Cherbonnier, e, por videoconferência, o procurador italiano Giuseppe Creazzo.

O montante da venda da droga a retalho está avaliado em 230 milhões de euros, segundo aquele organismo.

Acondicionada em 90 sacos desportivos escondidos num contentor no meio de uma carga de puré de banana, a cocaína foi apreendida pelos Carabinieri italianos durante a escala do navio em Livorno (oeste do país), na segunda-feira.

A carga foi então substituída e o contentor partiu para Génova (Itália) e depois para Marselha, o seu destino final, disse a procuradora Dominique Laurens.

Hoje de manhã, em Marselha, depois de o contentor ter sido descarregado, três homens encarregaram-se da carga julgando tratar-se de cocaína.

Os homens acabaram por ser detidos em Saint-Mitre-les-Remparts, cerca de 40 quilómetros a oeste de Marselha, enquanto descarregavam as malas.

Trata-se da “maior apreensão de cocaína feita na França continental”, disse uma responsável policial, acrescentando que a operação mobilizou mais de 50 investigadores.

A maior apreensão de cocaína feita pelas autoridades francesas, de 4,3 toneladas, ocorreu em 2006 na Martinica, território ultramarino de França, a bordo de um cargueiro com pavilhão do Panamá.

Durante o ano de 2019, 14,5 toneladas de cocaína foram apreendidas em França, o número recorde no país.

Por Lusa

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.