Falcões do Norte vence Salamansa e deixa garantia de “lutar até ao fim”

23/02/2020 23:33 - Modificado em 23/02/2020 23:34

O Falcões do Norte venceu o Salamansa por 1-0, este domingo, 23, em jogo de acerto de calendário da 10ª jornada do Campeonato Regional de Futebol. Com isso passou a somar 6 pontos na tabela classificativa, ficando a seis da concorrência mais direta na luta contra a despromoção.

Depois do rude golpe nas hostes verde e brancas de Chã de Alecrim, devido a morte, na semana passada, de Dany Abreu, o que motivou o adiamento desta partida, a equipa deu uma resposta positiva no jogo que marcou o acerto de calendário.

O Falcões do Norte pós fim a uma série de resultados negativos com um golo madrugador apontado por Peky, logo aos oito minutos de jogo, e que teve direito a dedicatória especial, naquele que foi um jogo de muita emoção e com resultado incerto até ao fim.

O Salamansa bem tentou, mas as investidas dos homens de Baessa esbarraram sempre numa muralha verde e branca que defendeu com unhas e dentes um resultado “magro”, mas precioso nas ambições do clube em permanecer no convívio dos grandes. Foi de resto um jogo impróprio para cardíacos e que reservou uma luta titânica pelo desfecho do resultado.

Um resultado saboroso dos homens de Ary Lopes que assim colocaram um ponto final numa série negativa de resultados. Logo após o apito final do árbitro do encontro, foi possível auscultar do banco de suplentes do Falcões uma frase curiosa, articulada por um dos seus atletas: “Estamos vivos”.

Para Ary Lopes, o treinador da formação de Chã de Alecrim, “tivemos uma semana difícil de trabalho devido a morte do meu colega Dany. Mas os jogadores vieram e demonstraram que o Falcões tem equipa e não desistem de lutar. Temos vindo a jogar bem, mas tem nos faltado aquela pontinha de sorte. Hoje as coisas correram de feição e conseguimos o resultado que pretendíamos. A luta será até ao fim” frisou o técnico.

O técnico dos verde e branco deixou bem claro que não há voltas a dar, indicando que o único caminho passa por lutar até ao fim. “Para nós cada jogo será como disputar uma final. Com motivação, garra, empenho. O que mostraram hoje em campo estes jogadores deixaram bem claro que podemos ficar na primeira divisão. Acredito fielmente nos meus rapazes, porque hoje fomos capazes de surpreender o Salamansa que tem vindo a fazer uma boa prova” concluiu.

Já da parte do Salamansa, o treinador Baessa que estava visivelmente triste com a derrota da sua equipa, começou por revelar neste momento o conjunto está a passar “completamente ao lado” da excelente primeira volta que fez. “Houve um défice de rendimento e isso causou-nos a perda de uma série de jogos, que praticamente deitaram abaixo tudo o que fizemos na primeira volta” sustentou.

Mesmo com seis pontos de avanço sobre o seu adversário direto deste jogo, o técnico afirma que agora resta levantar a cabeça e seguir lutando, pois ainda estão em jogo 12 pontos. “Vamos seguir trabalhando e retificar alguns erros que temos cometido, para que consigamos arrecadar alguns pontos que nos dê alguma tranquilidade na luta pela permanência. Temos condições para fugir da liguilha e ficar na primeira divisão” rematou.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.