Vigilantes em greve durante três dias para exigirem revisão da grelha salarial

20/02/2020 15:01 - Modificado em 20/02/2020 15:01

Os vigilantes de segurança privada em São Vicente, vão avançar para uma greve de três dias, a partir de segunda-feira, 24, reclamando a revisão da grelha salarial que segundo os mesmos já se arrasta há dois anos.

A “morosidade do Governo” na atribuição do Preço Indicativo de Referência (PIR), é o principal motivo para esta greve local que deverá ter início às 08:00 do dia 24 e término às 08:00 do dia 27, uma vez que até agora não se efetivou o PIR, que sustenta a grelha salarial e permitirá o aumento do salário dos vigilantes, que de há muito reclamam ter um “salário de miséria”.

A realização ou não da greve pode estar pendente do governo recorrer ou não à requisição civil, tal como ficou entreaberto na reunião de conciliação realizada, no Mindelo, entre a Direcção-Geral do Trabalho, sindicatos e representantes das empresas de segurança privada.

Para já a pretensão da organização é que haja uma boa adesão à greve por parte dos cerca de 700 vigilantes da ilha. A concentração está marcada para a Praça Dom Luís no centro da cidade do Mindelo, em pleno período de desfiles carnavalescos.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.