Organização dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 assegura que Olimpíada não corre risco devido ao surto do coronavírus

14/02/2020 00:58 - Modificado em 14/02/2020 00:58

Os organizadores dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, voltaram esta quinta-feira a afastar “rumores irresponsáveis” de cancelamento ou adiamento da competição e recebe membros do COI para visita técnica. Cabo Verde recorde-se será um dos países participantes.

A pouco mais de cinco meses para o início da Olimpíada de Tóquio, o surto do coronavírus na vizinha China assombra a competição. Nesta quinta-feira, o Comité Organizador dos Jogos voltou a afastar o que chamou de “rumores irresponsáveis” de adiamento ou cancelamento da Olimpíada. Segundo os japoneses, os Jogos de Tóquio não correm risco.

“Gostaria de deixar claro novamente que não estamos considerando o cancelamento ou o adiamento dos Jogos. Deixem-me esclarecer isso” assegurou à imprensa Yoshiro Mori, presidente do Comité Organizador de Tóquio 2020.

A mensagem dos japoneses abre os dois dias de reuniões com membros do Comité Olímpico Internacional (COI) que efetuam uma visita técnica a Tóquio, entre eles Richard Budgett, director médico e científico do COI.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) trata o novo coronavírus como uma emergência global. Mais de 1.300 pessoas já morreram na China por causa do vírus, que teve a cidade de Wuhan como epicentro. Mais de 60 mil pessoas foram infectadas na China. No Japão, há o registo de uma morte, ocorrida esta quinta-feira e 28 pessoas já foram infectadas.

Diversos eventos desportivos, alguns deles classificatórios para a Olimpíada, tiveram de ser cancelados, adiados ou mudaram de sede para sair da China. Ainda assim, o COI mantém que a programação para os Jogos não vai ser alterada, com a cerimónia de abertura marcada para o dia 24 de Julho.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.