Presidente da LIGOC-SV considera que o financiamento para o Carnaval é insuficiente

12/02/2020 23:32 - Modificado em 12/02/2020 23:32
| Comentários fechados em Presidente da LIGOC-SV considera que o financiamento para o Carnaval é insuficiente

O presidente da Liga dos Grupos Carnavalescos de São Vicente (LIGOC-SV), Marco Bento, considera que se a ideia é fazer do Carnaval um produto turístico e que esteja em condições de conquistar o mercado não apenas cabo-verdiano, mas também  internacional e a verba atribuída deverá ser aumentada. O mesmo entende que o financiamento da indústria do Carnaval para ilha é “insuficiente”.

Marco Bento, no entanto, reconhece o esforço que tanto o governo, através do Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas, como a Câmara Municipal, têm feito todos os anos para colocar no asfalto da Rua de Lisboa o desfile oficial.

“Este financiamento é muito pouco. Cinco mil contos dá para distribuir e ajudar, mas de qualquer forma é uma contribuição que o Estado está a dar ao Carnaval. Nós temos de louvar isso porque vem ajudar. O financiamento é maioritariamente da Câmara Municipal que consegue estes fundos através de patrocínios de empresas” sustentou o presidente do Conselho Diretivo da LIGOC-SV, citado pela Rádio Pública.

De frisar que no âmbito do apoio do Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas ao Carnaval de São Vicente, cada grupo será contemplado com um montante de 830 contos. Vindos do Oriente, Cruzeiros do Norte, Monte Sossego, Flores do Mindelo, Estrelas do Mar, e ainda ao grupo Escola de Samba Tropical que abrilhanta as ruas de Mindelo na segunda-feira que antecede o dia de Carnaval, são os seis grupos que recebem este financiamento.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.