Sindicato denuncia: Professores contratados em regime de substituição continuam sem receber salários

29/01/2020 01:12 - Modificado em 29/01/2020 01:12
| Comentários fechados em Sindicato denuncia: Professores contratados em regime de substituição continuam sem receber salários

O Sindicato Democrático dos Professores (SINDPROF) dá conta que os professores em regime de substituição continuam ainda sem receber os seus salários.

A denúncia do sindicato é feita na sua página oficial no Facebook, onde afirma que estes professores, que foram contratados em início de outubro, passaram o Natal sem dinheiro. O Sindprof diz no seu comunicado não entender o facto, uma vez que, estando em final de janeiro e tendo sido já efetuado o pagamento do salário dos outros professores, estes que estão em regime de substituição continuam ainda de “mãos vazias” há quatro meses.

Este sindicato afirma não compactuar com tal prática e considera ser uma violação do direito destes professores. “Trata-se de uma violação dos direitos dos trabalhadores e, portanto, deixamos claro aqui que o Sindprof não compactua com tal prática e repudiamos qualquer ilegalidade que possa ferir a estabilidade desta nobre classe”, lê-se no comunicado.

Segundo a mesma fonte, são professores que vivem longe dos seus familiares noutras ilhas, “estando a viver numa autêntica miséria e a passar grandes dificuldades”.

De recordar que no âmbito de uma denúncia feita em meados de dezembro, por um professor na sua página da rede social, face à situação dos salários em atraso dos professores contratados pelo Ministério da Educação (ME) para este ano lectivo 2019/20, em resposta o Governo garantiu a regularização da situação até 30 de Dezembro.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.