Família de uma das vítimas mortais do naufrágio do Navio Vivente terá pensão do Estado

24/01/2020 01:34 - Modificado em 24/01/2020 01:34
| Comentários fechados em Família de uma das vítimas mortais do naufrágio do Navio Vivente terá pensão do Estado

Os herdeiros de Pedro António Cidário, uma das vítimas mortais do trágico acidente do Navio Vicente em 2015, ao largo da ilha do Fogo, vão começar a receber a pensão do Estado, isto conforme publicação no Boletim Oficial e que entra em vigor esta sexta-feira.

O Boletim Oficial desta quinta-feira, 23, refere que depois de um interregno de alguns meses, para identificação efetiva dos herdeiros abeis de Pedro António Cidário, vítima mortal do naufrágio do Navio Vicente, serão contempladas a viúva e os dois filhos do malogrado, natural de Santo Antão, mas que residia em Chã de Alecrim, São Vicente.

De realçar que recentemente, Cirilo Cidário representante legal das vítimas deste acidente marítimo, acusou o Governo de descaso perante a situação vivida pelas famílias de três das 15 vítimas mortais, pois estas ainda não tinham recebido o subsidio decretado pelo Governo em Fevereiro de 2017.

O decreto-lei aponta a atribuição de uma pensão de sobrevivência mensal de 20 mil escudos aos filhos ou cônjuges das vítimas mortais, do acidente ocorrido a 08 de Janeiro de 2015, junto à ilha do Fogo.

Das 26 pessoas que seguiam a bordo do navio 15 morreram e 11 foram resgatadas com vida. 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.