Jorge Carlos Fonseca assegura que a detenção dos cinco suspeitos da morte de Giovani Rodrigues poderá acalmar revolta dos cabo-verdianos

21/01/2020 00:38 - Modificado em 21/01/2020 00:38
| Comentários fechados em Jorge Carlos Fonseca assegura que a detenção dos cinco suspeitos da morte de Giovani Rodrigues poderá acalmar revolta dos cabo-verdianos

O Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, em reação, esta segunda-feira, à detenção de cinco dos suspeitos da agressão e assassinato do jovem estudante Giovani Rodrigues, em Portugal, apela a “serenidade e confiança” na justiça portuguesa.

O PR numa primeira reação, após a prisão dos cinco suspeitos de terem perpetuado o ato que levou a morte do jovem estudante de 21 anos, frisou que isto virá a acalmar a revolta no seio dos cabo-verdianos.

“O mais fundamental nesta altura de um ambiente de dor e consternação é de nós acreditarmos que a justiça será feita, pelo modo como deve ser feito. A justiça é um processo e vai ter o seu curso e o importante é aguardamos com consciência, serenidade que as coisas corram bem e que a justiça adequada seja feita” enalteceu o PR em declarações a imprensa.

De recordar que cinco dos 15 suspeitos de agressão ao jovem cabo-verdiano Giovani estão desde a semana passada em prisão preventiva.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.