António Monteiro garante que com o Artigo 6 da Lei da Paridade a UCID poderá concorrer às próximas eleições com “listas fantasmas”

17/01/2020 16:31 - Modificado em 17/01/2020 16:31
| Comentários fechados em António Monteiro garante que com o Artigo 6 da Lei da Paridade a UCID poderá concorrer às próximas eleições com “listas fantasmas”

O líder da UCID, António Monteiro, voltou a garantir que com o Artigo 6º da Lei da Paridade, que impede que os partidos concorram e que as listas sejam rejeitadas caso não conseguirem a proporção fixada por género, o partido vai marcar presença nas próximas eleições com “listas fantasmas”,

Depois de em novembro do ano passado o presidente da União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID), ter levado a preocupação pelo proposto no artigo seis da Lei da Paridade, desta feita, voltou a reforçar as suas preocupações após afirmações proferidas na terça-feira, 14, pelo constitucionalista Vladimir Brito, sobre a lei da Paridade, no entanto já promulgada pelo Presidente da República Jorge Carlos Fonseca.

É que segundo Monteiro, esta lei pode pôr em perigo os partidos pequenos, mas garante que a UCID não irá ficar de fora das próximas eleições, só que avisa que o partido poderá vir a apresentar “listas fantasmas”.

“Apresentar uma lista com pessoas, sejam mulheres ou homens que não têm nenhum interesse na política, que não querem participar da política, mas que por amizade ou vontade de ver o partido a concorrer, vão emprestar as suas caras e os seus nomes. Isso não dignifica a política e não qualifica a nossa democracia” afiançou o líder da UCID, em declarações a Rádio Pública, entendendo ainda que existem dispositivos nessa lei que violam a Constituição da República.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.