Ministro da Saúde garante que Cabo Verde vai poder fazer transplante renal

16/01/2020 01:12 - Modificado em 16/01/2020 01:12

O ministro da Saúde e Segurança Social, Arlindo do Rosário, à margem da sua visita, esta quarta-feira, ao Centro de Hemodiálise, no Hospital Batista de Sousa, no Mindelo, avançou que brevemente Cabo Verde poderá vir a fazer transplantes renais, avançando que a Lei do seu enquadramento vai ser apreciada amanhã na reunião semanal do Conselho de Ministros.

Arlindo do Rosário afirmou que a cooperação com Portugal para este desiderato está bem avançada, admitindo mesmo que a conclusão está para breve, sendo que entre as possibilidades, Cabo Verde poderá vir a integrar a rede de doadores a nível da União Europeia, o que aumenta as hipóteses de se encontrar órgãos compatíveis.

Nisto assegurou que os transplantes numa fase inicial poderão ser feitos tanto em Cabo Verde como em Portugal, sendo que o seguimento ocorre aqui no país.

De realçar que, diferentemente da hemodiálise, o transplante é a solução definitiva, na questão da insuficiência renal, principalmente para doentes mais jovens.

O ministro da Saúde encontra-se em São Vicente, depois de na terça-feira ter igualmente visitado estruturas sob a sua tutela, na ilha de Santo Antão, nomeadamente, o Hospital Regional João Morais, na Ribeira Grande.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.