Arnaldo Silva indignado com medida de coação aplicada ao homem que o agrediu durante tentativa de assalto

15/01/2020 01:21 - Modificado em 15/01/2020 01:21

O ex-bastonário da Ordem dos Advogados de Cabo Verde, Arnaldo Silva, pede proteção policial para si e sua família, por considerar que a sua vida e dos seus familiares encontram-se em risco.

Arnaldo Silva fez estas declarações à Rádio Pública considerando ainda “estranho” o juiz ter aplicado Termo de Identidade e Residência (TIR) ao indivíduo que lhe atacou no passado domingo à porta da sua residência em Palmarejo, afirmando, entretanto, que se trata do mesmo juiz que o mandou deter há alguns meses atrás.

Recorde-se que Arnaldo Silva foi violentamente atacado este domingo, à porta da sua residência em Palmarejo, na cidade da Praia, tendo sido socorrido pelo filho que o transportou ao Hospital Agostinho Neto onde foi suturado com sete pontos na cabeça, resultado de uma pedrada.

Entretanto, citado pela mesma fonte, Arnaldo Silva afastou qualquer correlação entre o que considera “assalto” com as “especulações” em torno de polémicas de terrenos na cidade da Praia, vincando que não tem absolutamente nada a ver, lamentando com isso a forma como “certos jornais” trataram o caso, sem nunca o ouvir.

  1. Advogado di ladron

    Pamodi ku nhu sta indignadu, si nho me como Advogado dja nhua tra um monti di bandido di tribunal sem ba cadeia? Quando é ki um pedrada da cadeia ? Nhu po juiz homi , ago protesson policial, nhu sta na gozo, ntom nu kre um policia pa ka um di nos ! Nhu paga guarda costa ku kel dinheru ki nhu ta mostra tem !

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.