Campeões do Carnaval 2019 arrancam ensaios a 20 de Janeiro

10/01/2020 01:02 - Modificado em 10/01/2020 01:02

O grupo Carnavalesco Cruzeiros do Norte, vencedor do Carnaval 2019, que leva este ano ao “sambódromo” da Rua de Lisboa o enredo “Tudo a Dois” e a música “Um t’otcha dritim” vai arrancar os ensaios no próximo dia 20 de Janeiro, no Polivalente da Cruz João Évora. Jailson Djuff, presidente do grupo vinca, no entanto, o desbloqueio tardio das verbas pressiona os grupos que não têm financiamentos privados.

Depois de ter sido lançada na internet a música oficial do grupo, composta, novamente, pela dupla Anísio/Jotacê, que levaram para casa no ano 2019 o galardão de melhor música do carnaval, todos os olhos estão agora virados para os ensaios que arrancam já no próximo dia 20.

Ao som da batucada da Bateria os “cruzeiristas” darão o pontapé de saída nos ensaios de Carnaval, com a forte ambição de repetir a conquistada de Março de 2019.

No entanto, conforme salienta o presidente do grupo, Jailson Djuff, as animações arrancam no dia 15 de Janeiro, com animações diversas no Polivalente da Cruz João Évora, palco que tem servido de casa do grupo e que se apresenta agora de cara lavada, após os trabalhos de manutenção levados a cabo pela direção dos Cruzeiros.

A anteceder o primeiro dia de ensaios, está agendado para o dia 19 a gravação do clipe oficial da música deste ano, o que será feita entre as localidades de Espia, Bela Vista e Cruz João Évora e que terá um forte engajamento dos mandingas de Espia.

Sobre a música que o grupo leva este ano para as ruas do Mindelo, “Um t’otcha dritim”, uma composição de Anísio/Jotacê, o presidente desta agremiação Jailson Djuff assegura que tem tido uma grande aceitação por parte dos aficionados cruzeiristas e está ciente numa nova conquista de melhor música de 2020, como também do tão desejado primeiro lugar.

Sobre as preparações o presidente que já está a cerca de 11 anos a frente do grupo, afirma que já é tempo de as entidades repensarem o Carnaval mindelense, com outra batuta, pois entende que com o desbloqueio das verbas atempadamente por parte do Governo, retiraria pressão de alguns grupos que não tem outros apoios de entidades privadas.

“Estamos a trabalhar redobradamente para que tudo esteja dentro do desejado até ao dia do carnaval. As verbas deviam ser desbloqueadas cerca de 4 meses antes e não a tão em cima do carnaval. É muita pressão” nota o presidente desta agremiação que no entanto assegura estar a trabalhar para ser bicampeão.

Em relação ao número de figurantes, este assegura que a ideia é repetir os moldes de 2019 e levar às ruas do Mindelo cerca de mil figurantes e apresentar 3 ou 4 carros alegóricos, a que se juntam ainda a comissão da frente.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.