Apanha de inertes com projecto de reconversão da CEDEAO

8/01/2020 23:52 - Modificado em 8/01/2020 23:52
| Comentários fechados em Apanha de inertes com projecto de reconversão da CEDEAO

O projeto de reconversão da apanha de inertes, junto à Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDAO), foi apresentado pela Câmara Municipal de Santa Catarina, em parceria com o Instituto Cabo-verdiano para a Igualdade e Equidade de Género (ICIEG).

Num valor total de cinco milhões de escudos, o projeto, que recebeu a aprovação da CEDEAO veio a ser financiado em parte, num total 3.305.788 ECV.

Tendo em vista o desbloqueio da primeira tranche do valor financiado, a Câmara Municipal e o ICIEG assinaram um protocolo.

Com expressão em várias praias de Cabo Verde, a apanha de inertes merece séria preocupação dos poderes públicos e dos ambientalistas, sendo que Santa Catarina não foge à regra.

Sendo uma atividade que, em particular, nas comunidades de Rincão, Fundura, Furna e Ribeira da Barca tem sido o ganha-pão de muitas famílias, maioritariamente chefiadas por mulheres, tem tido consequências nefastas para o equilíbrio ambiental e para a saúde, havendo até registo de mortes, o que se pretende evitar com o projeto de reconversão da apanha de inertes.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.