PAICV levanta dúvidas sobre a chegada do navio “Chiquinho BL” ainda em janeiro e se terá condições para navegar nas nossas águas

8/01/2020 01:34 - Modificado em 8/01/2020 01:34
| Comentários fechados em PAICV levanta dúvidas sobre a chegada do navio “Chiquinho BL” ainda em janeiro e se terá condições para navegar nas nossas águas

O líder da bancada parlamentar do PAICV, Rui Semedo, garante que está na expetativa para saber junto do Governo das conclusões do inquérito parlamentar sobre a privatização dos Transportes Marítimos, levantando dúvidas sobre a chegada do navio “Chiquinho BL” ainda em Janeiro, prometendo voltar a bater na tecla das cinco embarcações prometidas para a reforma do setor.

A primeira sessão parlamentar deste ano que arranca esta quarta-feira, 08, na Assembleia Nacional, com o debate com o ministro do Turismo e Transportes e ministro da Economia Marítima, José Gonçalves, será aproveitada, segundo Rui Semedo, para questionar o Governo sobre as cinco embarcações prometidas para a reforma do setor, o que ainda não se materializou.

Sobre o navio “Chiquinho BL” que irá ligar as ilhas de São Vicente e Santo Antão e que está neste momento a navegar rumo a Cabo Verde, proveniente da Coreia do Sul, o líder da bancada do PAICV afirma que não se sabe ainda ao certo se irá chegará a Cabo Verde no mês de janeiro, como apontam as previsões do MpD. O mesmo assegura no entanto que, o mais importante é saber se chega com condições de operar nas nossas águas.

“Fez-se a concessão, à partida, para ter tido cinco embarcações novas e ainda não temos uma única embarcação e quase que se está a contentar com esta única que já está identificada que é o «Chiquinho BL». Temos que ter estas embarcações para poder servir o país” salientou.

Por sua vez a deputada Joana Rosa, que se estreia como líder da bancada do MpD na primeira sessão de janeiro, diz estar pronta para aludir à regularidade e segurança da ligação entre as ilhas, para refutar as suposições dos parlamentares do PAICV.

“Os cabo-verdianos têm a noção de que o sector está hoje regularizado, que temos hoje previsibilidade, temos segurança nas ligações, portanto queremos é melhorar ainda mais e para já quem irá trazer a embarcação é a empresa concessionária. Terá que trabalhar para trazer mais barcos adaptáveis à realidade cabo-verdiana” esclarece a mesma fonte, em declarações à imprensa.

De frisar que o debate com o ministro do Turismo e Transportes e ministro da Economia Marítima, José Gonçalves, sobre a situação dos transportes, economia marítima e turismo foi pedido pelo Partido Africano para Independência de Cabo Verde.

Nesta primeira sessão de 2020 estará ainda em discussão o projeto-lei do estatuto do investidor imigrante que é um diploma que reúne consenso de todas as forças no parlamento e ainda duas iniciativas que concedem ao Governo autorização para legislação de um novo regime dos crimes de consumo e tráfico de estupefacientes e substancias psicotrópicas e outra sobre a alteração do decreto-lei que aprova a lei orgânica da Polícia Judiciaria.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.