São Vicente palco “central” das actividades de 13 Janeiro

7/01/2020 23:43 - Modificado em 7/01/2020 23:43
| Comentários fechados em São Vicente palco “central” das actividades de 13 Janeiro

São Vicente vai ser o palco central das comemorações do Dia da Liberdade e Democracia, assinalado a 13 de Janeiro. No dia 11, a ilha recebe um jantar-conferência, com a presença de Ulisses Correia e Silva, como presidente do Movimento para Democracia.

Realizado pela Juventude para a Democracia, JpD, a direcção local da organização política, diz que a escolha da ilha deve-se “à sua dimensão” e por isso, acredita que será um espaço e uma oportunidade para os jovens da ilha falar com o presidente do MpD sobre o tema e a sua importância. “Tenho observado uma minimização o papel do 13 de Janeiro na história de Cabo Verde e se hoje estamos reivindicativos é muito “graças a esta data”, refere o vice-presidente nacional da organização, Vander Gomes.

Para tal, Vander Gomes diz que a organização do qual faz parte optou por trazer a figura máxima do partido para conversar com os jovens de São Vicente sobre a data. “Ele vai transmitir uma mensagem aos jovens mindelenses sobre este dia tão importante para a história do país e partilhar a visão do MpD sobre esta data”.

Vander Gomes diz que foram abertas inscrições para participação na actividade, que acontece no próximo sábado, 11, num dos hotéis da cidade do Mindelo, com a participação de 700 pessoas, o que considera um número superior às expectativas.

Questionado sobre o papel da Juventude para a Democracia na ilha, assegura que a organização, em São Vicente, enquanto juventude partidária, tem sido bastante ativa, desde da defesa da juventude, bem como na partilha dos valores e princípios do MpD.

“Temos apostado fortemente na formação política e cívica dos jovens, proporcionar espaços de debate com o presidente do partido em vários bairros, promoção do desporto e também temos estado perto das universidades” avança Gomes.

Para este dirigente, a JpD tem priorizado manter-se perto da juventude numa aproximação nas localidades.

“A Juventude para Democracia perspectiva o mesmo desejo dos jovens cabo-verdianos. Que a taxa de desemprego continue a diminuir e que haja mais emprego, reforço da segurança e que continue a aposta na educação inclusiva”.

O 13 de Janeiro, dia da Liberdade e da Democracia, com a implantação do multipartidarismo e consequente realização de eleições livres no país, em 1991.

Uma data em que, pela primeira vez, em 1991, os cabo-verdianos exerceram o seu direito de voto nas primeiras eleições multipartidárias após 16 anos do regime de partido único.

EC

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.