Rui Leite entre os desejados para suceder a Rui Águas

26/12/2019 00:58 - Modificado em 26/12/2019 00:58
| Comentários fechados em Rui Leite entre os desejados para suceder a Rui Águas

Depois de Rui Águas deixar o comando técnico da seleção cabo-verdiana de futebol, os adeptos nacionais avançam com três nomes para o ocupar o cargo deixado vago pelo treinador português. Rui Alberto Leite, atual treinador do campeão nacional – Mindelense, é um dos nomes mais apontados.

Fechado o ciclo Rui Águas, que vai assumir o cargo de adjunto de Jesualdo Ferreira no clube brasileiro Santos FC (2º classsificado do Brasileirão), técnico com quem Águas, anteriormente, trabalhou durante três anos no SC de Braga, quem será o senhor que se sugue ao antigo internacional português, sendo que a segunda passagem pelo comando da seleção principal de Cabo Verde não foi muito bem-sucedida.

O certo é que a seleção cabo-verdiana está sem treinador e ao que tudo indica o ano 2019 vai terminar sem se conhecer o nome do novo timoneiro dos “Tubarões Azuis”. Em 2020 a seleção de Cabo Verde vai estar envolvida na fase de qualificação para a CAN 2021, assim como nos jogos de apuramento para o Mundial 2022.

A decisão quanto ao nome no novo selecionador deve ser avançado pela Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF) a muito curto prazo tendo em conta o facto de Cabo Verde, já em Março de 2020, iniciar a campanha de apuramento para o Mundial de 2022.

Na sequência da saída de Rui Águas, as especulações dos aficionados são várias no que toca ao nome do futuro técnico da seleção nacional de futebol. Mas numa coisa são unânimes: A vez deve ser dada a um técnico nacional. É assim que alguns nomes têm vindo à baila, aparecendo com maior frequência os de Rui Alberto Leite (CS Mindelense), Humberto Bettencourt (Académica da Praia) e Lito Aguiar (Travadores da Praia e treinador-adjunto da seleção principal), como potenciais escolhas.

Três treinadores cabo-verdianos que, em princípio, parecem reunir as condições  necessárias para levar Cabo Verde a novos voos a nível internacional, onde já chegou pelas mãos de Lúcio Antunes, com a presença num CAN e ao primeiro lugar do ranking africano. as pessoas com que falamos acreditam que novos sucessos da seleção de futebol de Cabo Verde passam pelas mãos de um treinador nacional.

“Parece-me que chegou a vez um outro treinador nacional dar o seu contributo para à nossa seleção. Vejo neste momento Humberto Bettencourt e Rui Leite como os favoritos a liderar a nossa seleção. Acho que novo sucesso só acontecerá pelas mãos de um treinador que conheça bem a nossa realidade” frisa Jaime Pires.

Com a seleção em plena fase de renovação e tendo em vista a novos compromissos, Carlos Lopes, entende que tudo só será possível com um treinador de Cabo Verde, o que, até do lado financeiro, seria bom para os cofres da FCF. “Entendo que queiram colocar um treinador já com larga experiência do futebol internacional a comandar a nossa seleção. Mas se vermos bem quem elevou bem alto a nossa bandeira foi Lúcio Antunes, um treinador de cá. Mário Semedo disse recentemente que o orçamento para 2020 coloca em risco a participação nos jogos de qualificação, por isso defendo que Rui Leite, Lito Aguiar e Humberto Bettencourt, reúnem, qualquer um deles, todos os requisitos para assumir a nossa seleção” avança.

Apostar na prata da casa também é a convicção de Manuel Assunção quando questionado sobre o nome do futuro homem forte da nossa seleção. “Para mim o Humberto Bettencourt, o Lito Aguiar que é o treinador-adjunto da nossa seleção e mesmo o Rui Leite são aqueles que reúnem melhores argumentos para ocupar o cargo. Apostaria também em Lúcio Antunes, mas não sei se este será o melhor momento para ele voltar. Os projetos que a FCF tem em curso serão certamente materializados com um destes três nomes, disso não tenho dúvidas” remata este adepto dos Tubarões Azuis.

De realçar que em 2020 Cabo Verde tem dois jogos a contar para a qualificação do Mundial 2022, que estão marcados para março e junho (sorteio dos grupos será realizado no dia 21 de Janeiro no Cairo, Egipto).

Ainda em 2020, mas em jogos de qualificação para a CAN de 2021, Cabo Verde recebe o Ruanda a 31 de agosto e volta a defrontar a mesma seleção em Kigali no dia 08 de setembro. Em outubro recebe os Camarões antes de viajar para Moçambique em novembro, para o derradeiro jogo da fase de apuramento para o CAN 2021.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.