Polícia Nacional está a trabalhar para mostrar que Cabo Verde é um país seguro

20/12/2019 01:25 - Modificado em 20/12/2019 01:25
| Comentários fechados em Polícia Nacional está a trabalhar para mostrar que Cabo Verde é um país seguro

Sobre as informações de segurança que o país passa aos turistas, o director Nacional da Polícia, afirma que a instituição tem tido esta preocupação, estando-se a trabalhar para mostrar que Cabo Verde “é um país seguro”.

Considerações feitas pelo director nacional da Polícia Nacional, Emanuel Moreno, sobre a melhoria da prestação de serviço no âmbito do Turismo Seguro.

De visita à ilha do Sal, uma das mais turísticas do país, Emanuel Moreno, pretendeu com isto inteirar-se do funcionamento das unidades operacionais e serviços que integram este Comando Regional.

Para o Superintendente da PN, houve ganhos em termos de medidas tomadas para resolver a situação de segurança dos turistas que visitam o país. E elenca a formação do grupo de intervenção para dar maior atenção nas aéreas turísticas, como uma das medidas, bem como o patrulhamento visível e permanente, mas também patrulhamento das áreas balneares frequentadas pelos turistas.

Apesar dos ganhos a nível nacional, reconhece que existe a necessidade de introdução de algumas melhorias em termos de equipamentos, para permitir, conforme disse, citado pela Inforpress “maior eficiência” no desempenho da missão da Polícia Nacional (PN).

“Temos estado a trabalhar para demonstrar que estamos a viver num país seguro. Com isso vamos ter que reforçar a nossa forma de estar, de patrulhar, de proximidade, a formação em línguas estrangeiras, melhoria da qualidade de prestação de serviço e, sobretudo, na imagem à chegada nas fronteiras” realçou.

O responsável adiantou ainda que a Polícia Nacional está a trabalhar no projecto de melhoria de controlo das formalidades nas fronteiras para facilitar, desde a entrada e saída do país, mas também durante a estadia nos estabelecimentos hoteleiros.

Durante a visita ao Comando da PN do Sal, o superintendente procedeu à imposição de boinas ao Grupo de Intervenção e Acção Táctica (GIAT).

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.