Continuam as filas para levantamento da pensão social por desconhecimento da transferência bancária

19/12/2019 01:23 - Modificado em 19/12/2019 01:23
| Comentários fechados em Continuam as filas para levantamento da pensão social por desconhecimento da transferência bancária

Apesar da entrada em vigor em Novembro da alternativa proposta pelo Governo para o pagamento através de transferência da pensão social para os idosos, em São Vicente muitos deles enfrentam longas filas para receber a sua pensão social nos balcões dos Correios de Cabo Verde (CCV) espalhados pela ilha.

O certo é que com a entrada em vigor da medida adotada pelo Ministério da Família e Inclusão Social, a situação amenizou-se, mas este tipo de situações ainda ocorre nos balcões da CCV.

Uma situação constatada pelo NN, numa ronda feita a alguns pontos principais da ilha onde se encontram postos da CCV, que por estes dias procedem ao pagamento da pensão social. Ainda são muitos aos homens e mulheres que enfrentam longas filas para receber a sua pensão social.

O nosso entrevistado Rui Alves, já com idade avançada vinca que ainda não sabia da medida adotada pelo Governo, pelo que ainda se desloca ao posto da CCV, para levantar a sua pensão social, mas fruto disso diz esta na falta de informações fornecidas nos balcões.

“Já não tenho idade para utilizar as tecnologias que existem hoje, por isso fica difícil saber das coisas, até porque vivo sozinho com a minha mulher. Mas agora vou ver o que posso fazer para facilitar-nos a vida” afirma este pensionista que assegura que se desloca a uma distância considerável para receber a sua pensão e têm que enfrentam longas filas, o que já não abona em nada a saúde.

Na mesma senda, Joana Fonseca, garante que não sabia de tal medida, pois se fosse já se tinha dirigido à Câmara Municipal para resolver esta situação que há muito a apoquenta, e que seria como um balão de oxigénio. “É muito desgastante ficar muito tempo de pé para receber a nossa pensão. Junta-se a isso as dificuldades que tenho nos joelhos que dificultam muito a vida” elucidou a nossa entrevistada.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.