Juventude em Marcha despede-se de 2019 com a peça “Os vivos, o morto e o peixe frito”

17/12/2019 01:39 - Modificado em 17/12/2019 01:39
| Comentários fechados em Juventude em Marcha despede-se de 2019 com a peça “Os vivos, o morto e o peixe frito”

O grupo teatral Juventude em Marcha apresenta entre 27 a 29 de Dezembro, no Centro Cultural do Mindelo, o espetáculo de fim-de-ano, em São Vicente, com a peça “Os vivos, o morto e o peixe frito”.

O grupo Juventude em Marcha fez a estreia absoluta desta peça no encerramento do Festival Internacional de Teatro do Mindelo (Mindelact). “Os vivos, o morto e o peixe frito”, uma adaptação do texto original do escritor angolano Ondjaki, com encenação e direcção de Jorge Martins.

“Os vivos, o morto e o peixe-frito” é uma peça com treze personagens de origem lusófona, Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe e Cabo Verde, todos dentro do mesmo prédio em Portugal.

O premiado escritor angolano Ondjaki trata neste livro de temas cotidianos e de como a vida entrelaça as pessoas, agindo como uma grande teia de relacionamentos, que nos faz constatar a cada dia que passa o quanto este mundo é pequeno.

Os conflitos, as variedades culturais e as especificidades linguísticas deste verdadeiro mosaico de urgências, problemas em comum e afetos que se formam na condição de imigrantes em terras portuguesas.

“Trata-se de uma comédia que fala de uma situação familiar em que a filha fica grávida do namorado e este é chamado a capítulo pelos familiares da rapariga para assumir as suas responsabilidades”, explica Martins.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.