Mercado Municipal de São Vicente cada vez mais um ponto de atração turística do que de vendas

11/12/2019 00:45 - Modificado em 11/12/2019 00:45
| Comentários fechados em Mercado Municipal de São Vicente cada vez mais um ponto de atração turística do que de vendas

Com o passar dos anos há muito mais gente a visitar o Mercado Municipal no centro da cidade do Mindelo, principalmente estrangeiros, mas para muitos vendedores isso não se traduz na subida do volume de negócios.

O edifício que hoje acolhe o Mercado Municipal de São Vicente, construído no século XIX, no centro da cidade, é um dos principais pontos turísticos de São Vicente, que anualmente regista grande movimentação de pessoas, principalmente com a chegada dos navios de cruzeiros ao Porto Grande.

Neste ano 2019, segundo nos conta Maria Santos, que já leva mais de 20 anos vendendo no local, atualmente o negócio está bastante fraco. A movimentação de outrora dentro do espaço era animador onde muitas pessoas procuravam algum produto ‘de terra’, mas que agora o cenário mudou de figura.

“Temos muitos visitantes no local. A maioria estrangeiros, mas que nada compram. Vendemos alguma coisa quando chegam as regatas, pois compram em stock produtos que necessitam. Mas a venda, de ano para ano, está a cair” sustenta esta vendedeira.

No entanto e com o aproximar da época festiva, Maria Santos revela que está otimista de que as vendas vão aumentar, devido a muita procura por diversos tipos de produtos para a confeção de pratos para o Natal e Fim de Ano.

Por sua vez, Suzete Dias, vendedeira de 35 anos de idade, a mais nova no local, com apenas 9 anos no mercado, aponta também a uma queda acentuada anualmente na venda de produtos, alegando para além do aumento dos mercados e minimercados a escassez de produtos como hortaliças e verduras. 

Apesar de ter alguma clientela, esta vendedeira que entrou no mercado em 2010, sustenta também que está convicta de que as vendas possam vir a aumentar “um pouco” até ao final do ano. Suzete também afirma que as restrições impostas aos turistas limitam muito a venda de produtos.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.