São Vicente terá 300 câmaras de videovigilância no âmbito do Projeto “Cidade Segura”

6/12/2019 01:00 - Modificado em 6/12/2019 01:00
| Comentários fechados em São Vicente terá 300 câmaras de videovigilância no âmbito do Projeto “Cidade Segura”

A segunda fase do projeto “Cidade Segura”, uma medida do Governo para o combate à criminalidade e a promoção da segurança pública, tem destinado para a ilha de São Vicente 300 câmaras de videovigilância. De realçar que toda montagem dos equipamentos e do centro de comando na ilha estão orçadas em cerca de 505 milhões de escudos.

O alargamento do projeto Cidade Segura a mais quatro cidades (Mindelo, Santa Maria, Espargos e Sal Rei) deverá estar concluída em nove meses e permitirá, segundo o Governo, instalar 470 novas câmaras de videovigilância.

Nesta senda, desses 470 novas câmaras de videovigilância, São Vicente receberá a maior fatia (300 novas câmaras, às cidades de Espargos e Santa Maria (total de 112 novas câmaras), na ilha do Sal, e à cidade de Sal Rei (60 novas câmaras), na ilha da Boa Vista.

O projecto “Cidade Segura” é financiada integralmente, ao nível dos equipamentos e serviços tecnológicos, pelo Governo da China, com 11,8 milhões de euros. Este foi desenvolvido com o intuito de dotar os principais centros urbanos do país de uma estrutura de segurança pública que permite abordar as questões securitárias numa óptica preventiva e reactiva, com maior eficiência e eficácia, de modo a contribuir para a segurança pública, responder atempadamente a emergências, diligências policiais e controlo da circulação de transportes.

Toda a componente tecnológica do projeto é garantida pela multinacional chinesa Huawei, cabendo ao Estado cabo-verdiano a construção, com verbas do Orçamento do Estado, dos centros de comando – que operam, com agentes da polícia, a rede de videovigilância – em São Vicente (em curso), no Sal (obra a lançar) e na Boa Vista (adaptação das instalações já existentes).

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.