Banco Alimentar Contra a Fome no Mindelo recolhe 2000 quilos de alimentos

1/12/2019 23:37 - Modificado em 1/12/2019 23:37
| Comentários fechados em Banco Alimentar Contra a Fome no Mindelo recolhe 2000 quilos de alimentos

O Banco Alimentar Contra a Fome em Cabo Verde, pela Fundação Donana, conseguiu arrecadar entre esta sexta e sábado, 30 de Novembro, em São Vicente, 2000 quilos de alimentos, durante uma campanha de recolha de alimentos levada a cabo em doze supermercados e mini-mercados de São Vicente.

Nesta sétima campanha de recolha de alimentos, realizada pela delegação do Banco Alimentar de São Vicente, que funciona desde 2017, o objetivo, segundo a responsável da OMCV na ilha, era chegar aos 3000 quilos de alimentos, mas devido a falta de voluntários, só conseguiram chegar aos dois mil quilos.

“É satisfatório naturalmente, mas podíamos ter conseguido mais se tivéssemos conseguido mais voluntários e de todas as associações que são membros da delegação do Banco Alimentar Contra a Fome em São Vicente” salienta Fátima Balbina, assegurando que assim sendo não foi possível cobrir todas as casas comerciais, facto que fez com que a angariação ficasse nos dois mil quilos.

De acordo com esta responsável vão ser beneficiadas 18 famílias, que recebem 10 kg de alimentos a cada dois meses, mas alerta ainda para a necessidade de mais apoios, para sustentar o banco alimentar.

“Estamos ainda aquém do que vamos necessitar daqui até a próxima campanha. Mas estamos convictos de que vamos receber mais alimentos dos parceiros que normalmente fazem doações” sustenta Fátima Balbina que diz acreditar até o mês de Junho de 2020 estarão em condições, para de dois em dois meses distribuir as sestas básicas para as famílias beneficiadas.

Fátima Balbina, assegura que dos 2000 quilos de alimentos recolhidos 1800 quilos vão ser distribuídos às famílias carenciadas, mas segundo esta responsável continuam com défice de alimentos principalmente de farinha, leite e feijão.

Nesta senda, Fátima Balbina, lança o apelo a todos que querem contribuir com produtos deste género, que se dirigem ao Banco Alimentar para procederem à sua entrega.

De acordo com um documento elaborado por esse projeto social e humanitário lançado pela Fundação Donana, as ajudas alimentares são entregues por instituições às pessoas carenciadas sob a forma de refeições servidas em lares, creches, refeitórios sociais e apoio domiciliário.

De realçar que o Banco Alimentar funciona nas ilhas de São Vicente, Santiago, Fogo e Brava e dispõe de uma rede composta por diversas associações, que se comprometem em apoiar as grandes campanhas de recolha de donativos duas vezes por ano, isto é, em Junho e Dezembro. Contudo, qualquer pessoa ou entidade pode colaborar quando assim entender.

O principio básico do Banco Alimentar é dar de comer a quem mais precisa e essa entidade é representada em São Vicente pela Organização das Mulheres de Cabo Verde (OMCV), com base num acordo de cooperação com a Fundação Donana, em parceria com a organização, Entreajuda.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.