Emanuel Moreno: Morte do agente Hamilton Morais foi um acidente

26/11/2019 17:29 - Modificado em 26/11/2019 17:29
| Comentários fechados em Emanuel Moreno: Morte do agente Hamilton Morais foi um acidente
Foto: Inforpress

A morte do agente Hamilton Morais foi um acidente. Declaração avançada pelo director da Polícia Nacional, Emanuel Estaline Moreno à imprensa, no final de um Curso de Comando e Direcção Policial (CCDP) destinado a oficiais da Polícia Nacional. Este afirmou que, em princípio, a morte do agente Hamilton Morais, em Outubro, por um colega foi acidental.

“Do nosso ponto de vista o que aconteceu foi um acidente, portanto, em princípio é um acidente, segundo consta, e vamos aguardar pelo resultado das investigações e no fim poderemos melhor pronunciar sobre esta questão”.

De acordo com a Inforpress, o director nacional da Polícia Nacional classifica este caso como sendo triste, alegando que este facto não mancha a corporação policial.

“Isto de qualquer maneira é uma situação grave, mas não colocará em causa o nosso desempenho, porque a Polícia Nacional terá de estar sempre disponível e de prontidão para fazer face a qualquer situação a nível nacional”, diz Emanuel Moreno.

No entanto acrescentou que se está aguardar os resultados da conclusão do processo de averiguação, que já está no poder judicial, com serenidade.

“Portanto, a população deverá continuar a confiar na Polícia Nacional, porque é o que sabemos fazer, garantir a segurança dos cidadãos” profere.

De lembrar que o agente Hamilton Morais foi morto no dia 29 de Outubro de 2019, após uma troca de tiros ocorrido durante uma diligência, para a intervenção junto de dois indivíduos que se encontravam armados e em situação muito suspeita na zona de Tira Chapéu, na cidade da Praia, onde após a chegada da PN ao local, os suspeitos puseram-se em fuga, o que resultou numa perseguição, originando em seguida disparos de armas de fogo, que terá atingido o agente de primeira classe Hamilton Morais.

Na altura foi detido pela Polícia Judiciária um indivíduo suspeito de estar envolvido no tiroteio que atingiu Hamilton, mas por falta de provas este foi liberado.No dia 22 de Novembro, no âmbito do cumprimento de um mandado de detenção do Ministério Público foi detido agente Eliseu Sousa, suspeito de ser o autor do disparo que vitimou o colega Hamilton Morais. Este foi apresentado ao Tribunal da Comarca da Praia onde foi-lhe decretada a prisão preventiva como medida de coação.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.