São Vicente entre o lote de ilhas que mais contribuem para o Produto Interno Bruto de Cabo Verde

20/11/2019 13:59 - Modificado em 20/11/2019 13:59

Segundo dados revelados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), as ilhas de Santiago, São Vicente e Sal continuam a ser as ilhas que mais contribuem para o Produto Interno Bruto (PIB) de Cabo Verde.

Porém, de acordo com o INE a ilha do Sal, apresenta-se como a única ilha onde se registou uma variação negativa (-10.5%), parâmetro em que a Boa Vista consegue o melhor desempenho (27, 7%).

Santiago continua a contribuir para mais de metade do PIB de Cabo Verde (52,0%), mas com menos peso na percentagem global do que nos anos anteriores. É seguido por São Vicente, com 15,5% (14,8% em 2016) e do Sal (12,6%.).

Em termos absolutos, refere o relatório do INE, Santiago é a ilha que mais contribuiu para o PIB de Cabo Verde em 2017, com um valor de 89.987 milhões de escudos. Seguem-se a ilha de São Vicente (26.876 milhões de escudos), Sal (21.744 milhões de escudos), Santo Antão (10.069 milhões de escudos), Boa Vista (9.643 milhões de escudos) e Fogo (8.634 milhões de escudos). A Boa Vista ultrapassou assim o Fogo, que em 2016 era a quinta ilha com mais contributo absoluto.

As ilhas com menor peso na estrutura do PIB, por seu lado, são as ilhas de São Nicolau, Maio e Brava, com 1,9%, 0,9% e 0,7% respectivamente. Ou seja, as ilhas com menos acessibilidade. Ainda em termos absolutos, as ilhas que tiveram menor contribuição para o PIB de Cabo Verde, São Nicolau, Maio e Brava com 3.324 milhões de escudos, 1.550 milhões de escudos e 1.271 milhões de escudos, respectivamente.

O Sal merece, entretanto, uma nota, tendo em conta que, contrariando a variação das outras ilhas, apresentou em 2017 uma variação negativa na ordem dos – 10,5%. Também negativa é assim a contribuição na variação do PIB, onde a ilha registou -1,5 p.p.

Pela positiva destaca-se, a nível da variação, a ilha da Boa Vista, com uma variação de 27, 7%, e contribuição na variação de 1,3 p.p.

Além desta, também variação destacável para S. Nicolau, S. Vicente, Brava e Fogo, que apresentaram variações de 11,1%, 9,2%, 9% e 9,1% respectivamente.

Quanto às contribuições na variação do PIB salientam-se as ilhas de Santiago e S. Vicente com 2,2 p.p e 1,4 p.p.

No total, Cabo Verde apresentou uma Taxa de variação do PIB (2016/2017) de 4,4%.

Observando os dados por ilha, as que apresentam o maior PIB per capita, no período em análise, são as ilhas do Sal e da Boa Vista. São Vicente e Santiago apresentam um PIB per capita próximo do nacional. As ilhas do Fogo, Maio e Brava são as que apresentam o menor PIB per capita de Cabo Verde.

O INE no entanto justifica o atraso na publicação do PIB por ilha com “o fornecimento tardio dos dados (número de estabelecimentos) por parte das empresas”.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.