PM diz que governo vai criar condições para que haja mais mulheres nas Forças Armadas

17/11/2019 23:55 - Modificado em 17/11/2019 23:55
| Comentários fechados em PM diz que governo vai criar condições para que haja mais mulheres nas Forças Armadas

O Centro de Instrução Militar de Morro Branco, em São Vicente, recebeu, neste domingo, a cerimónia do juramento da bandeira, com a presença do primeiro-ministro Ulisses Correia e Silva, tendo este sublinhado que os agora soldados estão cientes da responsabilidade que pesa sobre os seus ombros. Anunciou que o Governo irá criar melhores condições para que haja mais mulheres na Forças Armadas.

Esta segunda incorporações de 2019, que contou com 441 soldados, entre os quais 13 mulheres, juraram a bandeira fazendo os votos de fidelidade e de defender a pátria e colocá-la acima da sua própria vida. Estes militares receberam formação durante várias semanas, e que abarcou as fases de preparação, instrução militar básica e fase de especialidades.

O primeiro-ministro, que presidiu ao ato solene, disse acreditar que os novos militares estão cientes da responsabilidade que pesa sobre os seus ombros, na disciplina e dever de noção e lealdade, mas sobretudo do orgulho em ser militar.

“Para o efeito as chefias militares de todos os níveis devem estar cientes de que a valorização do capital humano é um imperativo necessário na formação e treino para se requerer valências técnicas, profissionais e de comando e promover uma cultura benéfica” sustentou UCS.

Sobre a presença de mais 13 mulheres nas fileiras das FA, o PM revelou que a intenção do Governo é de investir nos próximos tempos para que as mulheres que integram as fileiras das Forças Armadas tenham mais e melhores condições de prestar o serviço militar.

“As Forças Armadas encontram-se num ponto de viragem em Cabo Verde, onde é primordial seguir um caminho seguro, porém ousado, dotando-a de condições necessárias para que possam defender em todos os aspectos o nosso país” elucidou.

Por sua vez, o Director do Centro de Instrução Militar de Morro Branco, o Capitão Rui Fortes, revelou que ao longo das 10 semanas para além de instrução militar os jovens receberam instruções específicas e necessárias por forma a preparar os jovens para a vida.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.