Olavo Correia: “O melhor investimento que podemos fazer, é nos nossos jovens”

15/11/2019 14:20 - Modificado em 15/11/2019 14:20

O vice primeiro-ministro e ministro das Finanças, Olavo Correia, assegurou hoje que a política é serviço e os jovens devem estar no topo das prioridades, porque a Cabo Verde interessa ter jovens com formação.

As afirmações do ministro, surgem após o Governo ter mandado entregar 2500 certificados aos jovens que fizeram formação profissional entre 2011 e 2015 e que tiveram os documentos retidos por falta de pagamento.

“O exercício da atividade política é essencialmente uma tarefa guiada por um permanente sentido de serviço. A política é serviço e os jovens devem estar no topo das prioridades. O melhor investimento que podemos fazer é nos nossos jovens. A Cabo Verde não interessa ter jovens sem formação. Muito menos, interessa ter jovens formados e sem os diplomas para o confirmar. Aí sim, entra o papel do Estado. Aí entra a obrigação de servir” frisou Olavo Correia na sua página oficial do Facebook. 

O governante afirmou que o Governo deu indicações para a entrega de todos os diplomas porque o papel de cada jovem é “produzir e ser útil, esteja onde estiver” e que aqueles que posteriormente puderem pagar, fá-lo-ão.

“Jovens melhor formados é um investimento válido para todo o país. A entrega desses diplomas não é caridade. Longe disso! É sim um investimento” concluiu o ministro.

Esta decisão, saliente-se, saiu da resolução nº 82/2017 publicada pelo Governo que veio autorizar o Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), o Centro de Energias Renováveis e Manutenção Industrial (CERMI) e Escola de Hotelaria e Turismo de Cabo Verde (EHTCV) a procederem à distribuição dos certificados não outorgados aos formados com formação profissional entre os anos 2011 a 2015 por falta de pagamento de propinas.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.