Ulisses Correia e Silva: “Os empreendedores não devem ter medo de investir e nem de falhar”

14/11/2019 01:50 - Modificado em 14/11/2019 01:50
Ulisses Correia e Silva – primeiro-ministro

O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, que presidiu a abertura da 23ª edição da Feira Internacional de Cabo Verde (FIC), vincou que existem cada vez mais oportunidades e melhores condições estão a ser criadas, pelo que os empreendedores “não devem ter medo de investir e nem de falhar”.

Durante a sua intervenção, o PM instou os empresários a apostarem numa atitude mais pro business, proactiva e empreendedora e que não tenham medo de investir, por isso assegurou que devem continuar a ser “perseverantes” face aos obstáculos que existem em todas as partes do mundo.

“O sector privado é determinante para o crescimento económico e emprego, por isso este Governo, na sua política e nas medidas já vê resultados concretos. Uma delas é a relação existente entre o Estado-parceiro, como por exemplo a delegação de competências às Câmaras de turismo e a transferência de 80 por cento da capital da FIC, do Estado para as Câmaras de comércio e organizações empresariais” sustentou Ulisses Correia e Silva.

Para o governante a criação de um ecossistema facilitador de investimento através de uma boa governança macroeconómica, será o “chapéu” para um equilíbrio e um ambiente favorável do Estado, das empresas e das famílias.

“A fiscalidade através de medidas com impacto na redução de impostos e o fomento empresarial, com as micro e pequenas e médias empresas que têm um ecossistema favorável de financiamento será um caminho a percorrer” alavancou o PM.

Com as reformas que segundo Ulisses Correia e Silva estão a ser feitas pelo Governo, como o alargamento na informatização dos registos comercial e do registo automóvel, como impacto na redução do tempo de prestação de serviço para os utentes e empresas, a implementação do código de recuperação e de insolvência, está ciente de que Cabo Verde dará no próximo ano um salto no Doing Business.

Por sua vez, o edil sanvicentino, Augusto Neves, que também falou na abertura oficial deste evento, descreveu as potencialidades que a ilha oferece e os investimentos como a rede de hotéis a serem construídos brevemente em São Vicente, como um dos pilares para catapultar a ilha para patamares de desenvolvimento satisfatório.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.