ASA: Número de passageiro nos aeroportos de Cabo Verde atingem recorde em 2018

13/11/2019 13:42 - Modificado em 13/11/2019 13:42

De acordo com o relatório e contas de 2018 da Aeroportos e Segurança Aérea (ASA) – empresa de gestão dos aeroportos que o Governo cabo-verdiano pretende privatizar ainda este ano, os aeroportos do país registaram um recorde histórico de mais de 2,7 milhões de passageiros em 2018, levando a faturação da empresa pública a disparar para quase 56 milhões de euros.

“O volume de negócios cresceu 14%, chegando a 6.170 milhões de escudos (55,8 milhões de euros) em 2018”, refere a empresa que destaca que o crescimento de 2018 foi impulsionado pelo tráfego internacional que aumentou 5,7%, enquanto o tráfego doméstico diminuiu 4,8%, face a 2017.

Em relação ao movimento de aeronaves nos aeroportos de Cabo Verde, este desceu 6% em 2018, para 34.077 aparelhos, mas o número de passageiros aumentou 2%, face a 2017, chegando a 2.702.232.

“A redução verificada no mercado doméstico deveu-se ao ajustamento do mercado a apenas uma operadora (durante o primeiro semestre de 2017 existiram duas operadoras), tendo afetado negativamente o tráfego de passageiros no mercado doméstico em 2018”, lê-se no relatório e contas da ASA.

A empresa é totalmente detida pelo Estado cabo-verdiano e é detentora desde 2014 de 100% do capital social da CV Handling SA.

O Governo cabo-verdiano prevê avançar ainda este ano com o processo de concessão do serviço público aeroportuário, que implicará a privatização da gestão dos aeroportos, mantendo-se na alçada pública a navegação aérea.

NN/Lusa

  1. LEPPO

    Com apresentação destes resultados relativamente ao ano 2018, é claro que vão privatizar uma das empresas mais rentáveis de Cabo Verde, pois alguém vai beneficiar com a privatização. Corrupção que vem aumentando a cada neste País Pobre por parte dos que estão no poder.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.