Rui Águas acredita que Cabo Verde pode ultrapassar a poderosa seleção dos Camarões

12/11/2019 23:16 - Modificado em 12/11/2019 23:16

A seleção cabo-verdiana de futebol entra em campo na tarde desta quarta-feira, em Yaoundé, para defrontar a sua congénere dos Camarões em jogo da primeira jornada do grupo F de qualificação para a CNA 2021 onde, apesar das dificuldades esperadas, o selecionador nacional diz acreditar que com “talento, união e espírito de equipa”, os Tubarões Azuis poderão ter uma boa prestação.

Uma potência do futebol africano assim descreveu o selecionador nacional Rui Águas, ao NN, a seleção camaronesa, a primeira adversária de Cabo Verde rumo ao Campeonato Africano de 2021.

Uma seleção que ocupa por esta altura o lugar 52 do ranking FIFA e o quinto lugar de África, em contraste com o 78º lugar ocupado por Cabo Verde a nível FIFA e o 15º em África. Dados que levam Rui Águas a afirmar que a seleção camaronesa é um adversário “poderoso” e conhecida por todos.

“Mas com o nosso coletivismo, a nossa união e talento poderemos arrecadar pontos aqui, algo que por certo eles não esperarão. Acredito que olhem para nós por cima do ombro, mas acho que com humildade, capacidade e com o espírito de equipa é possível levar algo de positivo” sublinhou o treinador português, que procura levar Cabo Verde a mais uma presença na maior prova de seleções do continente africano.

De realçar que os Camarões estão automaticamente qualificados, na qualidade de anfitrião da Copa, e caso se classifiquem em primeiro lugar, passam juntamente com o segundo classificado. A fase final do Campeonato Africano das Nações disputa-se no verão de 2021.

O jogo em Yaoundé, nos Camarões, está marcada para às 15 horas em Cabo Verde e terá como palco o Estádio Ahmadou Ahijo.

Após este jogo a seleção viaja de imediato para Cabo Verde, onde na próxima segunda-feira, 18, à mesma hora, voltará a jogar, recebe desta feita a sua congénere de Moçambique no Estádio Nacional, em Monte Vaca.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.