Eleições internas do PAICV em São Vicente: Nilton Silva confiante na vitória da sua candidatura

7/11/2019 17:41 - Modificado em 7/11/2019 17:41

Ao apresentar, de forma oficial, a sua candidatura à Comissão Política Regional do Partido Africano da Independência de Cabo Verde, em São Vicente, Nilton Silva diz que, caso vença as eleições de 24 Novembro, irá trabalhar para uma maior união do partido na ilha.

No entanto, descarta a possibilidade de ser o candidato às autárquicas de 2021. “Em conformidade com a direcção nacional vamos auscultar potenciais candidatos e no final fazer a escolha de um candidato”, destaca Nilton Silva que diz que o principal objectivo do partido é fortalecer “ainda mais a sua posição em São Vicente”.   

Sobre a sua candidatura diz-se inteiramente ao serviço do partido, despido de qualquer ambição de ordem pessoal, respondendo apenas às chamadas que o partido fizer e nenhum impulso pessoal.

Uma lista, conforme assume, composta por gente comprometida como o PAICV e com disponibilidade para trabalhar. “Entendemos o PAICV como um sistema e para isso, devemos respeitar os estatutos e estar em sintonia com os órgãos nacionais legitimamente eleitos, de forma a contribuir para um melhor ambiente partidário na ilha”.

Assente em cinco estratégias, a candidatura de Nilton Silva à liderança do PAICV em S. Vicente, quer uma maior organização, coordenação e mobilização. Realçando a necessidade do partido colocar “urgentemente” em marcha um plano de organização e mobilização na ilha.

Num segundo momento, reforçar e intensificar o trabalho político-partidário de todos os sectores regionais do PAICV, para que as estruturas sintam a autonomia que têm e gozam nos estatutos e que a população sinta as suas presenças nos seus bairros.

A ser eleito, pretende implementar uma boa comunicação. “É inadmissível que uma região como São Vicente não tenha uma página oficial nas redes sociais”, critica Silva, referindo-se ainda que não se pode utilizar as páginas pessoais, confundindo-as com o PAICV.

Quarto, a formação dos militantes para participação política e cívica e por último, as afectividades, união e aproximação em São Vicente para que todos possam sentir que o PAICV é um “partido de todos e para todos”.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.