Primeiro-ministro levanta hipótese de aquisição de helicópteros para emergência médica e proteção civil

7/11/2019 13:16 - Modificado em 7/11/2019 13:16

O primeiro-ministro Ulisses Correia e Silva considerou que a implementação de helicópteros é uma necessidade para Cabo Verde. A declaração partiu após uma visita do governante à empresa Air Green, uma das empresas de helicópteros mais importantes da Itália.

“Estivemos na Air Green, uma das empresas de helicópteros mais importantes da Itália, numa oportunidade de analisar de perto a sua capacidade de demanda. É importante entender até que ponto podem representar uma solução para Cabo Verde”, lê-se na página da rede social do governante.

O mesmo adiantou que em matéria de aquisição de helicópteros, estão sendo analizadas várias alternativas, particularmente em casos de emergência médica e proteção civil.

“É evidente que Cabo Verde precisa deste tipo de serviços, particularmente em emergência médica, uma vez que não podemos ter hospitais de referência em todas as ilhas. Tem que ser fácil fazer circular qualquer cabo-verdiano em situação de emergência, de Brava para Praia, ou de Boa Vista para a Praia, por exemplo” salienta Ulisses Correia e Silva.

No entanto o governante deixa saber que esta é uma matéria muito exigente e que precisa de tempo para a obtenção de indicações, no que toca a formação de pilotos, manutenção e custos de operações. Avança ainda que é uma matéria que vai ser analisada com toda a tranquilidade para que possam ser feitas as melhores opções.

De lembrar que o primeiro-ministro esteve em Itália de 2 a 6 de Novembro a convite da Associação Missionária de Solidariedade e Desenvolvimento (AMSES) e da Associação Solidariedade e Desenvolvimento (ASDE) lideradas pelo Padre Ottávio Fasano.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.