PM: Sector das pescas receberá em 2020 investimentos na ordem dos 115 mil contos

30/10/2019 00:58 - Modificado em 30/10/2019 00:58
| Comentários fechados em PM: Sector das pescas receberá em 2020 investimentos na ordem dos 115 mil contos

O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, afirmou esta terça-feira, 29, na 2ª Sessão Plenária do mês Outubro, que as preocupações da Associação dos Armadores de Pesca Nacional (APESC), estão a ser tratadas. Como tal o Governo prevê, para 2020, um investimento no sector na ordem dos 115 mil contos.

As afirmações do PM foram feitas, na sequência das questões levantadas pelo líder da UCID (oposição), António Monteiro, sobre as preocupações erguidas pelo presidente da Associação dos Armadores de Pesca Nacional (APESC) João Lima Júnior, que em conferência de imprensa no Mindelo, pediu na segunda-feira, 28, apoios ao Governo para mitigar os efeitos do mau ano em termos de pesca, isto porque alegam que este ano registaram uma quebra na captura que ronda os 72% em relação ao ano passado.

Nisto, Ulisses Correia e Silva, assegurou que o Governo está a par dos problemas enfrentados pelos armadores e pescadores nacionais, vincando que já está a ser tratado pelo executivo. “As preocupações da Associação dos Armadores de Pesca Nacional, está a ser tratado com o Governo, para procurar as melhores soluções. Temos em mãos os dados sobre a evolução das capturas e estamos a apostar fortemente na pesca artesanal, porque as comunidades piscatórias têm ainda grande potencial” elucidou o governante.

De acordo com UCS, para atenuar os efeitos do mau ano em termos de pescas o Governo prevê em 2020 investimentos no sector pesqueiro na ordem dos 115 mil contos. O líder do executivo explicou ao plenário que operacionalizaram o Fundo Autónomo de Pesca, precisamente para ser um instrumento que permita fazer intervenções de financiamento aos armadores e pescadores. 

“Queremos assim dar uma atenção especial à pesca semi-industrial, com equipamentos e embarcações que possam fazer pesca fora do quadro de limitação que a pesca artesanal hoje tem. Mas também existem preocupações convergentes a serem trabalhados” concluiu o PM.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.