Bispo preocupado com “elevado índice” de prostituição e drogas em Angola

25/10/2019 01:22 - Modificado em 25/10/2019 01:22

O bispo católico da província angolana do Moxico, Jesus Tirso Blanco, manifestou-se preocupado com o aumento da prostituição, alcoolismo e consumo de drogas a nível da juventude local, referindo que a situação “tende a agudizar-se devido a crise”.

Segundo o bispo, citado hoje pela emissora católica angolana, a situação dos jovens, “em número cada vez maior”, que se entregam ao alcoolismo, às drogas e à prostituição “é realmente muito preocupante”, defendendo políticas públicas específicas e direcionadas ao setor.

“A prostituição é um fenómeno crescente no nosso meio, em parte também motivado por esta crise económica que nos acompanha e tende a agudizar-se e que atinge também as próprias famílias”, afirmou, na quarta-feira, durante uma missa, no Luena, capital do Moxico, leste de Angola.

Para o bispo argentino, ao serviço da Igreja Católica angolana há mais de duas décadas, a preocupante situação dos jovens precisa de uma “resposta urgente”, porque, realçou, diariamente “depara-se com muitos jovens desnorteados pelo efeito desta desgraça” (álcool e drogas).

“Temos que ter um olhar de compaixão, apostando na capacidade deste ser humano de sair desta situação que muitas vezes corresponde ao seu desejo mais profundo mesmo que não o manifesta”, afirmou.

Angola vive desde finais de 2014 uma profunda crise económica, financeira e cambial, fruto da queda do preço do petróleo no mercado internacional, maior suporte da economia do país, com inúmeros reflexos na condição socioeconómica dos cidadãos.

Angola conta mais de 28 milhões de habitantes e a população é maioritariamente jovem.

A taxa de desemprego no país aumentou para 29,0%, no segundo trimestre de 2019, registando mais 0,2% face aos 28,8% verificados no período entre março de 2018 e fevereiro de 2019, com mais da metade de jovens afetados.

Por Lusa

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.