Mindelo recebe “Noite do Dia Nacional da Cultura Cabo-verdiana”

18/10/2019 00:00 - Modificado em 18/10/2019 00:00

Comemora-se esta sexta-feira, 18 de Outubro, o Dia Nacional da Cultura. Como forma de prestar o contributo ao dia, a produtora Boa Música realiza, no Centro Cultural do Mindelo, sábado, 19, uma Noite do Dia Nacional da Cultura Cabo-verdiana, em “Homenagem a nossa cultura”.

Esta homenagem, conforme Júlio do Rosário, conta com a presença de Diva Barros, Jorge Sousa, Djila e Vânia Mendes, como forma de dar o seu contributo à cultura cabo-verdiana, como “temos feito durante um ano inteiro e cimentar ainda mais a data”.

De referir que na sexta-feira, o Ministério da Cultura e Indústrias criativas tem agendado a nível nacional, uma vasta programação.

E este evento, de acordo com Júlio do Rosário, é mais um acréscimo, um colorido ao dia. E será mais que uma noite de música. “Vamos tentar retractar o Dia Nacional da Cultura com diferentes estilos musicais de Cabo Verde. Desde morna, coladeira passando pelo funaná e outros ritmos”, destaca este produtor que promete uma “grande noite de música”, onde as pessoas terão o prazer de fazer parte.

Por isso, desafia aos mindelense a apoiarem esse dia, num espectáculo que se realiza num “ambiente muito aconchegante”.

Para as próximas edições, Júlio do Rosário promete continuar a trabalhar em prol da cultura cabo-verdiana e promove-la cada vez mais.

No entanto, diz que é sempre importante ter o Ministério da Cultura e a Câmara Municipal associados a esta iniciativa. Com isso conseguem dar outra dimensão aos eventos culturais da ilha, desde que tenham apoio e financiamento.

O Dia Nacional da Cultura e das Comunidades este ano é celebrado sob o lema “Eu_génio: do legado à ficção”

De Santo Antão à Brava, o MCIC chama a todos que evoquem Eugénio Tavares, expoente máximo do Dia Nacional da Cultura, mas também a todos os homens e mulheres da nossa cultura.

Nesta temática proposta pelo MCIC, propõe-se uma viagem criativa a partir do legado ficcionado de Eugénio Tavares, abordados em quatro fases de sua vida: Berço – a infância e adolescência; Viagem – juventude; Aguada – velhice e Ficção – Eu_génio.

O Dia Nacional da Cultura que há 3 anos adotou o lema “Cultura no Coração das Ilhas”, propõe para este ano de 2019 um enredo à volta de Eugénio Tavares. Passados 152 anos sob a data do seu nascimento, há muito ainda para descobrir e redescobrir sobre Eugénio Tavares.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.