MP acusa ex-directora financeira da COJAP do crime de peculato e investiga novos indícios

13/10/2019 23:16 - Modificado em 13/10/2019 23:16
| Comentários fechados em MP acusa ex-directora financeira da COJAP do crime de peculato e investiga novos indícios

O Ministério Público acusou a antiga directora financeira da Comissão Organizadora dos Jogos Africanos de Praia (COJAP) do  crime de peculato.

O MP concluiu a instrução no que concerne ao caso de Nair Semedo, antiga directora financeira da Comissão Organizadora dos Jogos Africanos de Praia (COJAP), suspeita do desvio de mais de três mil contos e acusada de ter cometido um crime de peculato.

Conforme avançou o Ministério Publico, em  comunicado, no decorrer da instrução foram recolhidos novos elementos indiciadores da prática de outros ilícitos criminais, não abrangidos na primeira denúncia feita pelo MP.

Desta forma o MP proferiu o despacho de encerramento da instrução em relação aos factos imputados à arguida já constituída, deduzindo acusação e requerendo julgamento para efectivação da responsabilidade criminal da mesma, pela prática, em autoria material de um crime de peculato.

No entanto no que refere aos novos factos, o MP salientou que os respectivos autos continuam em investigação e, por isso, em segredo de justiça.

De lembrar que a antiga directora financeira da Comissão Organizadora dos Jogos Africanos de Praia, foi detida no dia 03 de Julho deste ano pela Polícia Judiciária, em obediência a um mandado do Ministério Público, sob suspeita de crimes de peculato e infidelidade administrativa, supostamente praticados durante a organização do evento. A mesma foi apresentada ao tribunal da Comarca da Praia, onde lhe foi aplicada a medida de coacção de interdição de saída do país.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.