Moradores da Casa Para Todos de Ribeira de Julião 2 dão razão à CMSV

10/10/2019 14:21 - Modificado em 10/10/2019 14:21
| Comentários fechados em Moradores da Casa Para Todos de Ribeira de Julião 2 dão razão à CMSV

Durante a intervenção do público na 5ª sessão ordinária da 7ª legislatura da Assembleia Municipal (AM), a maioria das intervenções foram feitas por moradores da Casa Para Todos da Classe A de Ribeira de Julião 2, que regozijaram-se com as moradias entregues pela edilidade mindelense e vincaram que foram morar nas habitações sem água e luz por vontade própria e falam em “sonho realizado”.

Depois da muita polémica em torno da entrega de mais de uma centena de habitações de classe A da Casa Para Todos de Ribeira Julião 2, os moradores aproveitaram a sessão deste mês da AM, e vieram esclarecer que “a muita necessidade que tinham por uma habitação” é que fez com que morassem nas habitações sem água e luz.

Para além de agradecimentos dos moradores pelas novas moradias, estes afirmam que a decisão de morar nelas, sem água e luz, partiu de decisão própria, pois alguns destes estavam desde 2004 à espera de uma habitação própria, por se encontrarem a viver em condições pouco condignas nas habitações anteriores.

Esta foi de resto, a observação feita pela inquilina, Carlota Faria, que assumiu que desde 2004, estava a espera de ter uma moradia própria, porque vivia de renda com uma taxa exorbitante, pelo que agora viu o seu sonho ser realizado. Nisto, afirmou que não foi morar na Casa Para Todos sem água e luz por imposição da edilidade, mas sim por vontade própria.

Na mesma linha, a moradora Lúcia Neves, vincou que desde 2011, estava na lista de espera, pelo que agora viu o seu sonho realizado. “Estou muito feliz e sinto-me realizada, porque antes morava numa habitação, que quando chovia tinha problemas devido a entrada de água. Pela primeira vez durante as chuvas não tive problemas” assegurou esta moradora.

Uma opinião partilhada pelas outras intervenientes, que asseguraram que são dignos de receberem tais habitações.

Por sua vez, o edil mindelense, Augusto Neves, voltou a afirmar que neste processo a Câmara Municipal, atuou com seriedade e da melhor forma possível. Nesta sequência, referiu que a edilidade está preocupada porque de facto existir ainda muita gente com falta de habitações sociais. Entretanto, apontou que existem neste momento mais habitações sociais a serem construídas, pelo que no futuro próximo mais famílias vão ser contempladas com habitações sociais. “Estamos empenhados para melhorar a qualidade de vida de todos os sanvicentinos” concluiu.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.