Mindelo recebe o I Fórum Nacional da Juventude

10/10/2019 00:39 - Modificado em 10/10/2019 00:39
| Comentários fechados em Mindelo recebe o I Fórum Nacional da Juventude

Sob o lema “Preparar os Jovens para o Mercado Global”, o Governo, em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento – PNUD, promove o I Fórum Nacional da Juventude, sob o lema “Preparar os Jovens para o Mercado Global”, de 17 a 19 de outubro, na cidade do Mindelo eleita Capital Cabo-verdiana da Juventude por um período de seis meses (Junho – Dezembro de 2019).

De acordo com nota enviada às redações, o Governo define o Fórum como sendo um encontro que visa reforçar o diálogo através da reflexão e debates entre o governo e a juventude cabo-verdiana, de forma a contribuir para incrementar a participação activa e política no âmbito das agendas de 2030 e 2063 e vai contar com a participação de cerca de 120 jovens de todo o país. Jovens de ambos os sexos e de todas as ilhas.

Portanto, o Fórum pretende ser um espaço para incitar o diálogo entre jovens e entre o governo e o jovens, facilitar um campo de informação e divulgação de políticas de empregabilidade, debater as perspetivas da juventude sobre a participação cívica, o voluntariado e a política, partilhar boas práticas no âmbito de estilo de vida saudável dos jovens e adolescentes, bem assim identificar ações de impacto socioeconómico que contribuam para ajudar o país a atingir as metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

“De referir que Cabo Verde ambiciona para o horizonte de 2021 centrar estrategicamente os sectores de turismo e serviços enquanto motores para o crescimento económico, ancorado no desenvolvimento no sector privado”. Defende o governo que, paralelamente a esta visão, a almejada transformação económica do país dependerá de investimentos em sectores como energias renováveis, cultura e indústrias criativas, novas tecnologias de informação e comunicação, reforçando o comércio, o desenvolvimento da indústria, a inovação, formação profissional e empreendedorismo.

Atendendo à transição demográfica que o país vive, a juventude cabo-verdiana será, de forma transversal, a “maior beneficiada das políticas acima referidas, sendo que a população entre os 15 e 34 anos representa perto de 40% da população cabo-verdiana e os adolescentes entre os 13 e 18 anos, representa 11,3% da população”.

O programa do governo para 2016-2021, destaca o papel do empreendedorismo e do auto emprego para a mitigação dos desafios e o desemprego na camada juvenil, demonstrando assim que a juventude, assume um papel fundamental no referido programa, sendo considerada uma prioridade para o desenvolvimento de uma sociedade sustentada e equilibrada.

“Acreditamos que com a promoção destes espaços para a participação cívica e o engajamento da juventude, através de auscultação, reflexão e debate no âmbito da definição de políticas para a juventude, o Governo de Cabo Verde poderá melhor definir as respostas para esse sector que representa 2/3 da população, propondo medidas a serem executadas a nível transversal tanto pelos sectores públicos e privados, como pela sociedade civil”.

A ambição do governo é também, através de workshops temáticos e comunitário que serão realizados durante o fórum, promover uma mudança de mentalidade em toda a sociedade cabo-verdiana, não só nos jovens, permitindo-nos encarar o mundo globalizado que temos hoje, como uma oportunidade para cada um a nível profissional e pessoal.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.