Começou o julgamento do suspeito de violar, pelo menos, cinco crianças em Salamansa

8/10/2019 00:46 - Modificado em 8/10/2019 00:46
| Comentários fechados em Começou o julgamento do suspeito de violar, pelo menos, cinco crianças em Salamansa

O julgamento decorre à porta fechada, mas o NN sabe que o tribunal começou a ouvir o acusado e as testemunhas de acusação.

O Primeiro Juízo da Comarca do Tribunal de São Vicente procedeu, esta segunda-feira, 07 de Outubro, o julgamento do indivíduo, acusado de agressão sexual de menores em Salamansa.

Á porta fechada o tribunal deu início ao julgamento do suspeito de 53 anos, pai de quatro filhos e já avô, acusado da prática de, pelo menos, cinco crimes continuados de agressão sexual de menor com penetração. O indivíduo é membro da comunidade católica da vila e alguns actos terão sido cometidos nas dependências da capela aí existente.

A sessão de julgamento decorreu durante a parte de manhã mas foi suspenso e adiado para a próxima semana, conforme apuramos. Segundo um familiar, a defesa do arguido solicitou um exame ginecológico das crianças, que alegadamente foram abusadas.

Esta fonte diz que o acusado aproveitou-se da posição que ocupava para abusar das crianças, vulneráveis devido à idade.

O alerta para os alegados abusos foi dado por um padre que ouviu o desabafo de uma das vítimas de 12 anos, que já não aguentava mais “sofrer em silêncio” e foi falar com o padre, contando-lhe o que vinha sucedendo. Este fez a denúncia à Policia Judiciária que se deslocou à casa do suposto agressor sexual, tendo as autoridades detido o suspeito para mais averiguações.

Os abusos aconteciam, segundo uma fonte na altura, aos fins-de-semana, quando se deslocavam à capela na localidade de Salamansa e também na casa do indivíduo. No final dos abusos eram intimidadas e ameaçadas de morte, segundo conta um familiar. “Dava bofetadas na cara delas”.

Em prisão preventiva desde de Abril, o homem terá violado cinco crianças, com idades compreendidas entre os 9 e os 12 anos. De acordo com um comunicado da Polícia Judiciária (PJ), na altura da detenção, os crimes foram cometidos na casa do suspeito, local que as vítimas frequentavam, para brincarem com a sua neta.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.