Um diamante dentro de outro. Descoberto o primeiro diamante ‘matrioska’

7/10/2019 23:30 - Modificado em 7/10/2019 23:30

A empresa responsável pela descoberta assegura que deverá ser a primeira pedra preciosa deste tipo encontrada no mundo. Os especialistas estimam que pode ter mais de 800 milhões de anos.

A empresa russa Alrosa anunciou, na sexta-feira, ter encontrado na região de Yakutia o que diz ser o primeiro diamante matrioska do mundo. A pedra preciosa trata-se de um diamante oco com uma cavidade onde se move livremente outro diamante de menor dimensão. Daí que a semelhança às bonecas russas tradicionais tenha servido para batizar a jóia.

A sua formação é um mistério que tem motivado várias hipóteses. Depois de submeterem a pedra a alguns testes, os especialistas da Alrosa acreditam que inicialmente havia um diamante interno e que o externo se formou depois durante as etapas de crescimento posteriores.

“O mais interessante para nós é descobrir como se formou o espaço de ar entre o diamante externo e interno. Temos duas hipóteses principais. A primeira é que um dos minerais capturou o outro durante o seu crescimento e depois foi dissolvido na superfície. A segunda é que foi formada uma camada de substância porosa policristalina de diamante dentro do diamente, devido ao seu crescimento ultrarápido, e depois dissolveu-se. Como havia uma área dissolvida, o diamante começou a mover-se livremente dentro do outro”, explicou Oleg Kovalchuk, vice-diretor de Inovação da Companhia de Pesquisa e Desenvolvimento Geológico da Alrosa citado pelo jornal espanhol Cinco Dias.

Acreditam ainda que este é o primeiro diamante deste tipo na história do minério global de diamantes e estimam que pode ter mais de 800 milhões de anos.

Apesar da sua estrutura complexa, pesa apenas 0,62 quilates (0,124 gramas) e tem dimensões máximas de 4,8 x 4,9 x 2,8 milímetros. O volume da cavidade interna é de 6 milímetros cúbicos e o volume interno é de 1,6 milímetros cúbicos. O diamante interno tem uma forma tabular e dimensões de 1,9 × 2,1 × 0,6 milímetros e pesa cerca de 0,02 quilates (0,004 gramas).

A Alrosa pretende agora enviar o diamante matrioska ao Instituto Gemológico dos Estados Unidos para uma análise mais completa. No entanto ainda não há detalhes sobre o valor da pedra preciosa.

Por Notícias ao Minuto

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.