Imigrantes cabo-verdianos na lista de deportação do governo italiano

7/10/2019 00:48 - Modificado em 7/10/2019 00:48
| Comentários fechados em Imigrantes cabo-verdianos na lista de deportação do governo italiano

O nome de Cabo Verde vigora na lista de 13 países que o Governo italiano, prepara a deportação de imigrantes por considerar que estes países são seguros, onde as pessoas, em princípio, não têm necessidade de sair para pedirem asilo na Itália.

Conforme um decreto apresentado na sexta-feira, pelo ministro do exterior de Itália, Luigi Di Maio, os imigrantes de Cabo Verde, Marrocos, Argélia, Tunísia, Bósnia, Gana, Senegal, Kosovo, Macedónia, Montenegro, Sérvia, Ucrânia e Albânia, vão ser expulsos automaticamente do país assim que pedirem asilo.

Antes, o processo de pedido de asilo durava um ano, com o novo decreto italiano, este passará no máximo a ter duração de quatro meses, sendo que aqueles que não conseguirem provar que correm perigo nos seus países de origem vão ser deportados logo na sequência.

A mesma fonte, avançou ainda que uns terços dos imigrantes que entraram na Itália no decorrer deste ano são provenientes destes 13 países. Di Maio realçou ainda que este é o primeiro passo e que outras medidas vão ser tomadas para acelerar o processo de deportação, isto graças a acordos assinados com os governos destes 13 países.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.