Olavo Correia destaca contributo da Frescomar para a ecomimia local

4/10/2019 01:32 - Modificado em 4/10/2019 01:33

Após ter efetuado uma visita à Frescomar, o vice-primeiro ministro e ministro das Finanças, Olavo Correia, através da sua página oficial regozija-se pelo facto de a empresa injetar na economia local a quantia de três milhões de euros.

De acordo com Olavo Correia, trata-se de uma fábrica que exporta para vários países do mundo e que está a trabalhar na abertura de novos mercados entre os quais, destacam-se a Espanha, Itália, Alemanha, Angola, EUA, Brasil e Roménia. Sendo a capacidade industrial atualmente de 22.000 toneladas de matéria-prima/ano: equivalente a cerca de 75 milhões de unidades/ano de conservas.

“O Governo está a trabalhar regularmente com a Frescomar e com as demais empresas do grupo, para atualizarmos o quadro legal, suportado por um bom escopo de incentivos e focado na redução dos custos de contexto. A Frescomar é uma empresa que precisa e merece todo o incentivo do Estado, para que possa continuar a expandir e com isso, proporcionar um maior impacto na economia cabo-verdiana. Injeta na economia local qualquer coisa como três milhões de euros”, escreve o ministro.

O ministro das Finanças terminou a sua publicação, referindo que a Frescomar, a maior exportadora de Cabo Verde, é uma empresa “muito importante” para a economia cabo-verdiana, pelo que emprega só em Cabo Verde 1500 pessoas e outros 4.500 postos de trabalho indiretos.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.