Seleção de Residentes procura quebrar enguiço de dois anos

30/09/2019 14:17 - Modificado em 30/09/2019 14:17
| Comentários fechados em Seleção de Residentes procura quebrar enguiço de dois anos

A seleção nacional de residentes, estreia-se esta segunda-feira, no Torneio da União das Federações Oeste Africana (UFOA), que se realiza no Senegal, ante a sua congénere da Costa do Marfim, onde a seleção procura quebrar o enguiço que já dura dois anos e vencer o seu primeiro jogo oficial. A confiança está em alta.

Os comandados de Janito Carvalho, estão a escassas horas de entrar em cena no Torneio que envolve as seleções da África Ocidental, onde medirão forças com uma das seleções mais fortes deste panorama. Até ao momento, a seleção de residentes, que foi formada em 2017, não conseguiu vencer um jogo oficial, tendo marcado apenas um golo.

Um enguiço que o treinador da seleção quer quebrar hoje, quando entrar em campo às 19 horas de Cabo Verde, para medir forças com a Costa do Marfim.

Já em solo senegalês, Janito Carvalho, assegurou que a equipa descansou bem, após a chegada ao Senegal, tendo inclusive realizado ontem, um treino de adaptação ao relvado do estádio Estádio Thies, em Dakar. “Tudo correu bem. Nenhum lesionado até ao momento. A equipa está focada e preparada para o jogo de mais logo” avançou o treinador nacional.

O selecionador nacional não tem dúvidas de que pela frente Cabo Verde irá ter um oponente difícil, uma das mais fortes da competição, mas que a moral está em alta no seio dos jogadores. “Temos jogadores cheios de vontade em mostrar as suas qualidades e dar o seu contributo para a nação cabo-verdiana” frisou Janito Carvalho.

Em caso de vitória Cabo Verde irá medir forças com a seleção do Togo, a 05 de Outubro. Já em caso de insucesso nesta partida, a seleção nacional enfrentará para a “Consolação” a Nigéria no mesmo dia, seleção que saiu derrotado frente ao Togo por 1-2.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.