Jorge Carlos Fonseca pede mais atenção à problemática da VBG

27/09/2019 00:35 - Modificado em 27/09/2019 00:35

Os dados apontam para uma redução desse tipo das ocorrências de Violência Baseada no Género (VBG), em Cabo Verde, não obstante ser verdade que os homicídios de mulheres, praticados pelos companheiros, têm crescido.

De acordo com o Presidente da República, não podemos aceitar que ser mulher seja um factor de risco no nosso país.

Para Jorge Carlos Fonseca, a Violência Baseada no Género é algo que tem que ser combatido pelo meio da educação, prevenção e repressão e que a participação das universidades e dos organismos da sociedade civil precisam ser mais despertado.

No entanto, considera que são várias as conquistas no domínio da protecção dos Direitos Humanos em Cabo Verde, observando que ainda existem muitas barreiras a serem vencidas.

“É importante também que sejam adoptadas as medidas necessárias para a efectiva melhoria das condições de participação das mulheres na vida política do país”.

Por isso, afirma que é preciso erradicar esta “dolorosa e complexa faceta da nossa realidade que, infelizmente, tem incidência muito maior no espaço que deveria ser de protecção, que é o da família e da vizinhança”, adiantando que a problemática dos casos de abuso sexual é algo que o preocupa muito.

Declarações feitas na sequência do dia Internacional dos Direitos Humanos, onde destacou que o “respeito pelos direitos humanos em Cabo Verde é um imperativo que deve interessar a toda a sociedade, com especial destaque para o Estado, para que os desafios que se perfilam possam ser encarados com muita determinação”.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.